ARCO BRASIL
Atenção seguir as regras abaixo para comprar ou vender no fórum. Quem não seguir as regras será banido, tera os IPs bloqueados e tópico deletado. Sem exceção à regra!

Leia as regras no tópico abaixo:

http://www.arcobrasil.com/t42-regras-basicas-leia-com-atencao-antes-de-postar-um-topico
ARCO BRASIL

Fórum sobre Arco e Flecha (e tudo que for relacionado ao tema) para reunir todos os entusiastas deste esporte seja para competição ou lazer.
 
InícioCalendárioFAQMembrosRegistrar-seLogin

Compartilhe | 
 

 "contos e causos"

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5  Seguinte
AutorMensagem
lyonfreedom



Mensagens : 802
Data de inscrição : 08/01/2013
Idade : 28
Localização : Teresina

MensagemAssunto: Re: "contos e causos"    Seg Jun 24, 2013 10:42 pm

Certa data fui esperar a noite. Era noite sem lua. Arrumei minhas tralhas, encerei o crossbow,  e rumei mato a dentro. Muito mosquito, pois ainda era inverno.
Noite foi caindo, os mosquitos diminuindo, e o friosinho chegando como sempre. Quando ficou "truvo" mesmo, dava pra ouvir os alguma coisa correndo de um lado para o outro. Mas nada de entrar na ceva. Volta e meia algo corria ao redor da da minha rede. Eu já estava perturbado com isso. Fiquei em pé em um pau que estava entre meus pés. Acendi a lanterna, mas não via nada apesar de ouvir alguma coisa correndo ao redor.

Era como se um bicho viesse em minha direção, e ai quando eu colocava a lanterna na direção do barulho não tinha nada, e já havia um barulho em outro lado. Bom, o certo é que foi mais de 6 horas nessa brincadeira. De saco cheio desci do trepeiro e fiquei ali esperando o barulho. Tudo silencioso. 

Suspirei e entrei na vereda. Não sei como eu me perdi. E olha que tem olho bom pra marcar o local e já havia ido ali varias e varias vezes. Entrei em uma vereda que me levou mais pra dentro do mato, em vez de para fora. A medida que eu ia o pavor ia tomando conta de mim, já tinha colocado a besta no ombro, e tava com o facão cortando caminha a torto e a direito. Havia perdido minha batita e não tinha como achar.

Rodei horas, e nada de achar o caminho de volta. Desesperado com medo de ficar preso naquele matagal, pois estava sozinho e ninguém sabia que eu estava naquela região. Perdi uma flecha nessa brincadeira. Parei e pensei em esperar o dia nascer pra poder procurar com calma o caminho. Mas ainda faltava horas pro dia nascer e ficar no chão eu não iria, aqui tem umas caninana porreta...

Parei todo suado sem condição de dar mais nenhum golpe de facão. Orei ali encostado em uma arvore. Dai ouvi assim:

- Fica quieto e escuta!

Fiquei quieto, controlei a respiração e ao longe bem baixinho ouvi uma moto. Pronto, Papai do céu me direcionou pra lá e foi tiro e queda. Segui o barulho e em 1 hora mais ou menos estava chegando no cercado de uma plantação de Caju. Chegando na plantação de caju eu me senti aliviado. Era só caminhar mais uns 50 metros e tava na estrada.

Bom, dessa vez eu sobrevivi e o Pai me agraciou com uma dica kkkkkkkkkk

Até a próxima história.
Voltar ao Topo Ir em baixo
iurisodre



Mensagens : 455
Data de inscrição : 14/02/2012
Idade : 102
Localização : Mata Atlantica, 2ª grota a esquerda

MensagemAssunto: Re: "contos e causos"    Ter Jun 25, 2013 9:47 am

lyonfreedom escreveu:
Certa data fui esperar a noite. Era noite sem lua. Arrumei minhas tralhas, encerei o crossbow,  e rumei mato a dentro. Muito mosquito, pois ainda era inverno.
Noite foi caindo, os mosquitos diminuindo, e o friosinho chegando como sempre. Quando ficou "truvo" mesmo, dava pra ouvir os alguma coisa correndo de um lado para o outro. Mas nada de entrar na ceva. Volta e meia algo corria ao redor da da minha rede. Eu já estava perturbado com isso. Fiquei em pé em um pau que estava entre meus pés. Acendi a lanterna, mas não via nada apesar de ouvir alguma coisa correndo ao redor.

Era como se um bicho viesse em minha direção, e ai quando eu colocava a lanterna na direção do barulho não tinha nada, e já havia um barulho em outro lado. Bom, o certo é que foi mais de 6 horas nessa brincadeira. De saco cheio desci do trepeiro e fiquei ali esperando o barulho. Tudo silencioso. 

Suspirei e entrei na vereda. Não sei como eu me perdi. E olha que tem olho bom pra marcar o local e já havia ido ali varias e varias vezes. Entrei em uma vereda que me levou mais pra dentro do mato, em vez de para fora. A medida que eu ia o pavor ia tomando conta de mim, já tinha colocado a besta no ombro, e tava com o facão cortando caminha a torto e a direito. Havia perdido minha batita e não tinha como achar.

Rodei horas, e nada de achar o caminho de volta. Desesperado com medo de ficar preso naquele matagal, pois estava sozinho e ninguém sabia que eu estava naquela região. Perdi uma flecha nessa brincadeira. Parei e pensei em esperar o dia nascer pra poder procurar com calma o caminho. Mas ainda faltava horas pro dia nascer e ficar no chão eu não iria, aqui tem umas caninana porreta...

Parei todo suado sem condição de dar mais nenhum golpe de facão. Orei ali encostado em uma arvore. Dai ouvi assim:

- Fica quieto e escuta!

Fiquei quieto, controlei a respiração e ao longe bem baixinho ouvi uma moto. Pronto, Papai do céu me direcionou pra lá e foi tiro e queda. Segui o barulho e em 1 hora mais ou menos estava chegando no cercado de uma plantação de Caju. Chegando na plantação de caju eu me senti aliviado. Era só caminhar mais uns 50 metros e tava na estrada.

Bom, dessa vez eu sobrevivi e o Pai me agraciou com uma dica kkkkkkkkkk

Até a próxima história.
E o pior é que quando a gente fica nervoso a gente passa em cima da trilha e nao ve! tem q fazer isso mesmo, parar e respirar fundo e pensar um pouco!

_________________
"Nasce um caçador, como se nasce um poeta."
Voltar ao Topo Ir em baixo
lyonfreedom



Mensagens : 802
Data de inscrição : 08/01/2013
Idade : 28
Localização : Teresina

MensagemAssunto: Re: "contos e causos"    Ter Jun 25, 2013 12:16 pm

iurisodre escreveu:
lyonfreedom escreveu:
Certa data fui esperar a noite. Era noite sem lua. Arrumei minhas tralhas, encerei o crossbow,  e rumei mato a dentro. Muito mosquito, pois ainda era inverno.
Noite foi caindo, os mosquitos diminuindo, e o friosinho chegando como sempre. Quando ficou "truvo" mesmo, dava pra ouvir os alguma coisa correndo de um lado para o outro. Mas nada de entrar na ceva. Volta e meia algo corria ao redor da da minha rede. Eu já estava perturbado com isso. Fiquei em pé em um pau que estava entre meus pés. Acendi a lanterna, mas não via nada apesar de ouvir alguma coisa correndo ao redor.

Era como se um bicho viesse em minha direção, e ai quando eu colocava a lanterna na direção do barulho não tinha nada, e já havia um barulho em outro lado. Bom, o certo é que foi mais de 6 horas nessa brincadeira. De saco cheio desci do trepeiro e fiquei ali esperando o barulho. Tudo silencioso. 

Suspirei e entrei na vereda. Não sei como eu me perdi. E olha que tem olho bom pra marcar o local e já havia ido ali varias e varias vezes. Entrei em uma vereda que me levou mais pra dentro do mato, em vez de para fora. A medida que eu ia o pavor ia tomando conta de mim, já tinha colocado a besta no ombro, e tava com o facão cortando caminha a torto e a direito. Havia perdido minha batita e não tinha como achar.

Rodei horas, e nada de achar o caminho de volta. Desesperado com medo de ficar preso naquele matagal, pois estava sozinho e ninguém sabia que eu estava naquela região. Perdi uma flecha nessa brincadeira. Parei e pensei em esperar o dia nascer pra poder procurar com calma o caminho. Mas ainda faltava horas pro dia nascer e ficar no chão eu não iria, aqui tem umas caninana porreta...

Parei todo suado sem condição de dar mais nenhum golpe de facão. Orei ali encostado em uma arvore. Dai ouvi assim:

- Fica quieto e escuta!

Fiquei quieto, controlei a respiração e ao longe bem baixinho ouvi uma moto. Pronto, Papai do céu me direcionou pra lá e foi tiro e queda. Segui o barulho e em 1 hora mais ou menos estava chegando no cercado de uma plantação de Caju. Chegando na plantação de caju eu me senti aliviado. Era só caminhar mais uns 50 metros e tava na estrada.

Bom, dessa vez eu sobrevivi e o Pai me agraciou com uma dica kkkkkkkkkk

Até a próxima história.
E o pior é que quando a gente fica nervoso a gente passa em cima da trilha e nao ve! tem q fazer isso mesmo, parar e respirar fundo e pensar um pouco!

Abri tanto caminho que dava pra fazer um labirinto. No outro dia de manhã fui buscar meu cano e percebi que fui bater lá em baixo, um baixão enorme.
Voltar ao Topo Ir em baixo
carlos ferreira



Mensagens : 1701
Data de inscrição : 06/02/2013
Idade : 30
Localização : diamantina MG

MensagemAssunto: Re: "contos e causos"    Ter Jun 25, 2013 12:53 pm

Cara só fiquei perdido no mato uma vez, e nem foi culpa minha, foi em uma serra em parnamerim proximo a petrolina, saimos do rancho uma 5 da tarde, e andamo muito até chegar no ponto de soltar os cachorros, como eu nunca tinha ido la deixei o meu parceiro guiar pois ele ja havia andado por la, atravessamos duas serras e depois de duas acoadas dos cachorros, resolvemos voltar pro rancho pois iriamos descança pra sair no outro dia, começamos a volta e me deu a impressão de que estavamos indo pro lado errado, e perguntei pro amigo que estava na frente, ele falou que conhacia aquele mato, que sabia onde tava! Eu continuei seguindo mais com certo receio, depois de uma hr de caminhada tive a certeza que estavamos perdido, pois marque uma arvore e voltamos para onde ela estava! Rapaz eu fiquei com raiva e preoculpado ao msm tempo, pq a região tem muita plantação de maconha e cair em uma plantação desta é o fim de um caçador, ou seja andar em um lugar desses sem saber pra onde ta indo n é bom, falei com meu amigo e ele quis continuar andando eu n quis, falei com ele pra gente dormir e adar com calma durante o dia, ele falou q n que sabia chegar no rancho, eu achei ruim e falei pra ele ir só que eu n is ficar andando feito bobo! Ele foi e eu deitei ali msm, só juntei umas folhas e dormi que nem bebê! Kkkk!
Acordei cedinho e ja sai, n andei meia hr vi acestrada ao longe, mais duas horinhas ja estava no rancho, o meu amigo que sabia onde estava so chegou la pras 9h da noite, morto de cansado, sem um dos cachorros, que comeu "bola" perto de uma fazenda! Cara nunca mais voltei pra caçar la! Fiquei tralmatizado! Kkkkkkk!

_________________
" O rio nasce frágil, fraco
e pequeno. Assim como os
homens, muitas vezes em um
humilde filete d’água, mas
persiste e ganha força quando
encontra aliados córregos e
ribeirões"

BELLO
Voltar ao Topo Ir em baixo
lyonfreedom



Mensagens : 802
Data de inscrição : 08/01/2013
Idade : 28
Localização : Teresina

MensagemAssunto: Re: "contos e causos"    Ter Jun 25, 2013 1:03 pm

carlos ferreira escreveu:
Cara só fiquei perdido no mato uma vez, e nem foi culpa minha, foi em uma serra em parnamerim proximo a petrolina, saimos do rancho uma 5 da tarde, e andamo muito até chegar no ponto de soltar os cachorros, como eu nunca tinha ido la deixei o meu parceiro guiar pois ele ja havia andado por la, atravessamos duas serras e depois de duas acoadas dos cachorros, resolvemos voltar pro rancho pois iriamos descança pra sair no outro dia, começamos a volta e me deu a impressão de que estavamos indo pro lado errado, e perguntei pro amigo que estava na frente, ele falou que conhacia aquele mato, que sabia onde tava! Eu continuei seguindo mais com certo receio, depois de uma hr de caminhada tive a certeza que estavamos perdido, pois marque uma arvore e voltamos para onde ela estava! Rapaz eu fiquei com raiva e preoculpado ao msm tempo, pq a região tem muita plantação de maconha e cair em uma plantação desta é o fim de um caçador, ou seja andar em um lugar desses sem saber pra onde ta indo n é bom, falei com meu amigo e ele quis continuar andando eu n quis, falei com ele pra gente dormir e adar com calma durante o dia, ele falou q n que sabia chegar no rancho, eu achei ruim e falei pra ele ir só que eu n is ficar andando feito bobo! Ele foi e eu deitei ali msm, só juntei umas folhas e dormi que nem bebê! Kkkk!    
Acordei cedinho e ja sai, n andei meia hr vi acestrada ao longe, mais duas horinhas ja estava no rancho, o meu amigo que sabia onde estava so chegou la pras 9h da noite, morto de cansado, sem um dos cachorros, que comeu "bola" perto de uma fazenda! Cara nunca mais voltei pra caçar la! Fiquei tralmatizado! Kkkkkkk!

kkkkkkkkkkkkk, tem uma mateiro que de mateiro num tem nada. Rapaz eu me perdi sem nem como. Era inverno. Geralmente eu sempre passeio de dia, ando mais de 10 km mato a dentro procurando cama, e outras coisitas a mais. A noite é mais pra esperar mesmo. Mas quando desço do trepeiro sei voltar o caminho de boa.
Mas neste dia eu fiquei encafifado com o que era que tava rodando a ceva. Foi a noite toda assim. Desde este dia sempre gravo bem a fisionomia da mata pra mim não me perder mais.

Teve um parceiro de caçada do meu cunhado que no entrou mato a dentro em uma cidadezinha, e foi sair lá em caxias perdidão. kkkkkkkk o andada doida merte. Mais de 40 km a pé a noite toda. Dai ele telefonou dizendo que tava em caxias kkkkkkkk ainda hoje a galera curte dele, pois ele é mateiro, e é o diabo que vai esperar em pau com esse doido.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidado
Convidado



MensagemAssunto: Re: "contos e causos"    Ter Jun 25, 2013 2:53 pm

a melhor coisa que tem pra evitar este tipo de situação é o tar do GPS, melhor investimento que ja fiz
Voltar ao Topo Ir em baixo
carlos ferreira



Mensagens : 1701
Data de inscrição : 06/02/2013
Idade : 30
Localização : diamantina MG

MensagemAssunto: Re: "contos e causos"    Ter Jun 25, 2013 3:23 pm

Thiago Guapore escreveu:
a melhor coisa que tem pra evitar este tipo de situação é o tar do GPS, melhor investimento que ja fiz


Pior que é msm viu tiago, mais eu n gosto n, acho que perde um pouco a essencia, seria tipo usar um ensor de calor ou coisa do tipo, eu costumo seguir a lua e os pontos cadeais, mais sempre ando deixando marcas nas arvores, ou desfolhando galhos e etc! Graças a deus sempre tive um bom senso de direção!

_________________
" O rio nasce frágil, fraco
e pequeno. Assim como os
homens, muitas vezes em um
humilde filete d’água, mas
persiste e ganha força quando
encontra aliados córregos e
ribeirões"

BELLO
Voltar ao Topo Ir em baixo
lyonfreedom



Mensagens : 802
Data de inscrição : 08/01/2013
Idade : 28
Localização : Teresina

MensagemAssunto: Re: "contos e causos"    Ter Jun 25, 2013 3:25 pm

Thiago Guapore escreveu:
a melhor coisa que tem pra evitar este tipo de situação é o tar do GPS, melhor investimento que ja fiz

Gps é meio osso pra cá. Tinha um instalado no meu celular, mas não adiantava levar. A mulher fica doidinha quando eu vou para o mato a pé com minha arma, imagina se levar celular. Tava até comentando em outro tópico dos caras dizendo que levar camisinha é uma boa pra colher água. Se eu pelo menos mencionar isso em casa eu serei a caça kkkkkkkkkkkkk
Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidado
Convidado



MensagemAssunto: Re: "contos e causos"    Ter Jun 25, 2013 3:28 pm

Realmente muita tecnologia faz isso mesmo, quando ando com o GPS esqueço de olhar os detalhes que o mato mostra, como troncos caidos, alguma arvore, fico bitolado no aparelho que pode falhar como qualquer aparelho eletronico mas as matas que ando aqui não permitem erros, por isso sempre ando com ele.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidado
Convidado



MensagemAssunto: Re: "contos e causos"    Ter Jun 25, 2013 3:33 pm

lyonfreedom escreveu:
Gps é meio osso pra cá. Tinha um instalado no meu celular, mas não adiantava levar. A mulher fica doidinha quando eu vou para o mato a pé com minha arma, imagina se levar celular. Tava até comentando em outro tópico dos caras dizendo que levar camisinha é uma boa pra colher água. Se eu pelo menos mencionar isso em casa eu serei a caça kkkkkkkkkkkkk


Cumpadi, quando falo que uso GPS é deste modelo: http://www.eportateis.com.br/gps/oregon400t.shtml, não confio andar no mato com um GPS de celular.
Voltar ao Topo Ir em baixo
carlos ferreira



Mensagens : 1701
Data de inscrição : 06/02/2013
Idade : 30
Localização : diamantina MG

MensagemAssunto: Re: "contos e causos"    Ter Jun 25, 2013 3:35 pm

Ate imagino as matas vio tiagão e tenho ate um pouquinho de inveja(boa) pois aki onde estou é serrado, ou seja pouca mata, ja onde morava a caatinga é bruta, muito espinho, conheço um lugar que se chama caatinga do inferno pois vai de pernambuco a bahia sem cerca nenhuma, é muito facil se perder la dentro e n tem agua, por isso o nome!

_________________
" O rio nasce frágil, fraco
e pequeno. Assim como os
homens, muitas vezes em um
humilde filete d’água, mas
persiste e ganha força quando
encontra aliados córregos e
ribeirões"

BELLO
Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidado
Convidado



MensagemAssunto: Re: "contos e causos"    Ter Jun 25, 2013 3:39 pm

Carlos sou Pernambucano hehehehe, conheço o sertão. Pra ter uma ideia, esta foto do meu avatar, fica no maximo a uns 30km daqui de casa, da pra ver um pouquinho da mata beirando o rio.
Voltar ao Topo Ir em baixo
carlos ferreira



Mensagens : 1701
Data de inscrição : 06/02/2013
Idade : 30
Localização : diamantina MG

MensagemAssunto: Re: "contos e causos"    Ter Jun 25, 2013 3:51 pm

Ja tinha dado uma "curiada" nessa foto e imaginado eu com minha carretilha ai!! Kkkkkkk! Tbm sou de pernambuco!! Vc é de que lugar??

_________________
" O rio nasce frágil, fraco
e pequeno. Assim como os
homens, muitas vezes em um
humilde filete d’água, mas
persiste e ganha força quando
encontra aliados córregos e
ribeirões"

BELLO
Voltar ao Topo Ir em baixo
lyonfreedom



Mensagens : 802
Data de inscrição : 08/01/2013
Idade : 28
Localização : Teresina

MensagemAssunto: Re: "contos e causos"    Ter Jun 25, 2013 3:52 pm

Legal este GPS... Mas, como disse o Carlos, andar como antigamente "lua, estrelhas, ou o bom e velho olho mesmo" é muito bom. Acredito que o cara que nunca se perdeu em uma mata não sabe o que é de fato uma adrenalina arrepiante.

_________________
O homem bom tira do tesouro bom coisas boas; mas o homem mau do mau tesouro tira coisas más.
Notícias Dicas
Voltar ao Topo Ir em baixo
lyonfreedom



Mensagens : 802
Data de inscrição : 08/01/2013
Idade : 28
Localização : Teresina

MensagemAssunto: Re: "contos e causos"    Ter Jun 25, 2013 3:55 pm

carlos ferreira escreveu:
Ate imagino as matas vio tiagão e tenho ate um pouquinho de inveja(boa) pois aki onde estou é serrado, ou seja pouca mata, ja onde morava a caatinga é bruta, muito espinho, conheço um lugar que se chama caatinga do inferno pois vai de pernambuco a bahia sem cerca nenhuma, é muito facil se perder la dentro e n tem agua, por isso o nome!

região aqui tem muito capa-bode e unha de gato. Pra você entrar no mato aqui precisa de uma roupa resistente mesmo se não sai todo furado. Sem falar que é horrível quando o capa-bode engancha em você.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidado
Convidado



MensagemAssunto: Re: "contos e causos"    Ter Jun 25, 2013 3:56 pm

cumpadi sou de Recife mas tenho familia no interior(Garanhuns e Correntes), fim de semana passado deixei de ir numa pescaria que ficava um pouco distante(cerca de 100km), a sogra tava aqui em casa......mas pense na quantidade de peixe que bateu (pintado/jatuarana/tucunaré/pirapitinga e pacu), fora o resto que não posso comentar hehehehe.
Voltar ao Topo Ir em baixo
lyonfreedom



Mensagens : 802
Data de inscrição : 08/01/2013
Idade : 28
Localização : Teresina

MensagemAssunto: Re: "contos e causos"    Ter Jun 25, 2013 4:00 pm

Thiago Guapore escreveu:
cumpadi sou de Recife mas tenho familia no interior(Garanhuns e Correntes), fim de semana passado deixei de ir numa pescaria que ficava um pouco distante(cerca de 100km), a sogra tava aqui em casa......mas pense na quantidade de peixe que bateu (pintado/jatuarana/tucunaré/pirapitinga e pacu), fora o resto que não posso comentar hehehehe.

Vai pescar com a Excalibu? ^^
Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidado
Convidado



MensagemAssunto: Re: "contos e causos"    Ter Jun 25, 2013 4:03 pm

lyonfreedom escreveu:
Legal este GPS... Mas, como disse o Carlos, andar como antigamente "lua, estrelhas, ou o bom e velho olho mesmo" é muito bom. Acredito que o cara que nunca se perdeu em uma mata não sabe o que é de fato uma adrenalina arrepiante.

Ja me perdi e não tenho vergonha de dizer que cheguei a chorar, achei que nunca mais ia sair, mas aqui o sistema é bruto. Pra vc ter uma ideia, um dos lugares de lida nosso aqui, se anda mais de 20km de carreador, só nas terras de um amigo, isso mata dos dois lados.
Voltar ao Topo Ir em baixo
carlos ferreira



Mensagens : 1701
Data de inscrição : 06/02/2013
Idade : 30
Localização : diamantina MG

MensagemAssunto: Re: "contos e causos"    Ter Jun 25, 2013 4:05 pm

Eu sou de serra talhada! Axo que foi em garanhuns que o povo fez enpada de gente ai n foi?? Sera q vc n comeu quando foi la?? Kkkkkkkkkkk

Aki é rim de peixe viu tiagão, oq bate mais é curimba e piau, na artificial de vez enquando um dourado grande, pq os pequenos nois solta, so peguei um pintado na vida, pq foi em um pesque e pague, mais ficou 60r$ la!! Kkk tenho saudade dos tucunas!

_________________
" O rio nasce frágil, fraco
e pequeno. Assim como os
homens, muitas vezes em um
humilde filete d’água, mas
persiste e ganha força quando
encontra aliados córregos e
ribeirões"

BELLO
Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidado
Convidado



MensagemAssunto: Re: "contos e causos"    Ter Jun 25, 2013 4:05 pm

uso balestra so pra caça e pra lidas pertinho de casa, onde vou e volto no mesmo dia.
Voltar ao Topo Ir em baixo
lyonfreedom



Mensagens : 802
Data de inscrição : 08/01/2013
Idade : 28
Localização : Teresina

MensagemAssunto: Re: "contos e causos"    Ter Jun 25, 2013 4:06 pm

Thiago Guapore escreveu:
lyonfreedom escreveu:
Legal este GPS... Mas, como disse o Carlos, andar como antigamente "lua, estrelhas, ou o bom e velho olho mesmo" é muito bom. Acredito que o cara que nunca se perdeu em uma mata não sabe o que é de fato uma adrenalina arrepiante.

Ja me perdi e não tenho vergonha de dizer que cheguei a chorar, achei que nunca mais ia sair, mas aqui o sistema é bruto. Pra vc ter uma ideia, um dos lugares de lida nosso aqui, se anda mais de 20km de carreador, só nas terras de um amigo, isso mata dos dois lados.

kkkkkk nessas horas o cara fica emocional. Pede perdão pelos pecados, faz promessa. kkkkkk Cara tu mora em fazenda awe é?

_________________
O homem bom tira do tesouro bom coisas boas; mas o homem mau do mau tesouro tira coisas más.
Notícias Dicas
Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidado
Convidado



MensagemAssunto: Re: "contos e causos"    Ter Jun 25, 2013 4:16 pm

carlos ferreira escreveu:
Eu sou de serra talhada!   Axo que foi em garanhuns que o povo fez enpada de gente ai n foi?? Sera q vc n comeu quando foi la?? Kkkkkkkkkkk

Aki é rim de peixe viu tiagão, oq bate mais é curimba e piau, na artificial de vez enquando um dourado grande, pq os pequenos nois solta, so peguei um pintado na vida, pq foi em um pesque e pague, mais ficou 60r$ la!! Kkk  tenho saudade dos tucunas!

Nesse caso das empadas ja tinha saido dai....Lembro que assim que cheguei aqui, tava na estrada com um primo meu e um tatu atravessou, gritei com ele para ele parar o carro e ir atras. Ele começou a rir e disse pra eu me acostumar que aqui era normal.
Na fazenda dos meus pais ai no nordeste, quando pegamos um traira é uma festa, fritamos a danada ali mesmo na beira do açude e comemos com farinha hehehehe, aqui se pega uma atraz da outra pra fazer isca e quando ta batendo muita, ainda ficamos com raiva, vai entender né........ ja vi buracos de tatu por ai, onde a turma sai com uma enxada atras cavando, que nem um louco e depois cabe o cara dentro, vc conhece né?
Voltar ao Topo Ir em baixo
rubensrw



Mensagens : 2994
Data de inscrição : 08/04/2012
Idade : 54
Localização : Taboao da Serra - SP

MensagemAssunto: Re: "contos e causos"    Ter Jun 25, 2013 4:16 pm

Pescaria tb vale???

Certa feita, la pelos idos de 75, tava eu pescando com meu pai a noite, era comum irmos pescar a notie na praia de Pirtaininga, naquela época ainda pegava muito peixe bom na beira da praia. A praia ficava uns 500 metros de casa.
Levamos a tralha toda pra praia, meu Pai com duas varas de bambu de 4 metros, e us molinetes parrudos que não lembro a marca, e que arremessava atras da arrebentacao, eu com uma varinha de fibra de vidro oca, telescopica, molinete mitchel, e uma linha da de mao, sempre preferi a linha na mao pra sentir a fisgada na ponta do dedo...
A noite tava meio sinistra, era lua nova e as poucas luzes da cidade por tras do morro jogavam um reflexo amarelado pra cima, mas não chegava a ofuscar as estrelas, hoje quase não da mais pra ver estrela nenhuma...
Devia ser por volta de duas da manha, o mar tava baixo barulhinho monótono das ondas, os dois já dando cabeçada de sono, eu já tinha largado a linha de mão umas duas vezes e tinha recolhido... ai escutamos aquele barulho da carretilha correndo, uma das varas grandes deu uma corcoveando, pulamos os dois corremos pra vara demos uma trombada no caminho e quando olhamos a linha completamente frouxa...
meu pai recolheu e não tinha chumbada, chicote nada.... parecia que tinha passado uma navalha na linha.

Montei outro chicote na hora com cabrestode aço, destorcedor, ttrêsaanzóischumbo, prendi na linha, e arremessei beeeem la pra ttrásda arrebentação.... as varas grandes estavam com a espera la atras perto da cadeirinha onde o velho ficava sentado só olhando... e a varinha na linha de um barranco que tinha sido cavado pela aarrebentação como a mare tinha baixado tinha uns 15 a 20 metros desse barranco ate a aágua..
Quando tava botando a vara na espera meu pai deu um berro... “MORDEU”.... levei um susto mas o instinto me fez olhar pra trás... a varinha tinha envergado quase ate a areia... vi que a espera cedeu na areia fofa da beira do barranco, corri pra segurar e vi a vara caindo.. mergulhei na areia atras da vara consegui pegar com uma mão mas tava na beira do barranco e rolei pra areia mais dura embaixo acabei largando a vara, levantei cheio de areia no olho e meu pai gritando PEGA PEGA PEGA.... e vara arrastando pela areia... corri atras e mergulhei já dentro d`água atras dela, consegui pegar com as duas mãos.. mas não consegui puxar.. senti a vara escorregando e … sumiu dentro dagua... vara, molinete, linha peixe.... se e que era peixe.... nunca descobrimos o que era.. mas desde então sempre fiquei com um pouco de receio de mergulhar ali... heheh

_________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
04/2012 - 09/2012 - Recurvo OnePiece Thimberhawk Sparrow 48" 36@24 - vendido
05/2012 - ......... - Recurvo Graetree Mohegan 62" 40#@28 - Cracked - restaurando
05-2012 - 03/2013 - Recurvo BearPaw Hard Hunter 62" 35#@28 - vendido
09/2012 - ......... - LongBow Bodnick Dakota 64" 45#@28
12/2012 - ......... - Samick Phantom 62" 45#@28
04/2013 - ......... - Samick Phoenix 60" 35#@28
06/2013 - ......... - Riser Cartel Fantom 25", limbs SF Premium Carbon 40# medium, Rest Decut Nova, Button Shibuya DX, SF Axiom sight, Set Estab SF Premium Carbon com V-Bar deslizante, Central 30", Laterais 10"
Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidado
Convidado



MensagemAssunto: Re: "contos e causos"    Ter Jun 25, 2013 4:22 pm

lyonfreedom moro na carpita mesmo, mas não preciso andar muito pra ver mato, aqui do trabalho mesmo, da minha janela ja vejo uma mata enorme do outro lado do Rio Madeira

Rubens que historia em....deve ter sido muita emoção e em relação ao molinete  deve ser um PAOLI, meu pai usava um destes em pescaria de beira de praia
Voltar ao Topo Ir em baixo
rubensrw



Mensagens : 2994
Data de inscrição : 08/04/2012
Idade : 54
Localização : Taboao da Serra - SP

MensagemAssunto: Re: "contos e causos"    Ter Jun 25, 2013 4:26 pm

Thiago Guapore escreveu:
lyonfreedom moro na carpita mesmo, mas não preciso andar muito pra ver mato, aqui do trabalho mesmo, da minha janela ja vejo uma mata enorme do outro lado do Rio Madeira

Rubens que historia em....deve ter sido muita emoção e em relação ao molinete  deve ser um PAOLI, meu pai usava um destes em pescaria de beira de praia

Paoli.. exatamente....

Velho.. escrevendo essa estoria me voltou toda a sensacao.. a adrenalina de ver a vara arrastando pela areia eu mergulhando no mar no meio da noite .... nessa hora tinha umas nuvens que tina encoberto todas as estralas.. tava sinistramente escuro.. o mar um breu... e eu mergulhei... so ouvi laaaa longe meu Pai gritndo... larga.. deixa deixa...


e a frustracao de sair de dentro dagua sem nada.... maior frio..... molinete e vara importados TOP.... e o pior.. perder o bixo.. e sequer ter ideia do que era...

_________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
04/2012 - 09/2012 - Recurvo OnePiece Thimberhawk Sparrow 48" 36@24 - vendido
05/2012 - ......... - Recurvo Graetree Mohegan 62" 40#@28 - Cracked - restaurando
05-2012 - 03/2013 - Recurvo BearPaw Hard Hunter 62" 35#@28 - vendido
09/2012 - ......... - LongBow Bodnick Dakota 64" 45#@28
12/2012 - ......... - Samick Phantom 62" 45#@28
04/2013 - ......... - Samick Phoenix 60" 35#@28
06/2013 - ......... - Riser Cartel Fantom 25", limbs SF Premium Carbon 40# medium, Rest Decut Nova, Button Shibuya DX, SF Axiom sight, Set Estab SF Premium Carbon com V-Bar deslizante, Central 30", Laterais 10"
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: "contos e causos"    Hoje à(s) 3:56 pm

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
"contos e causos"
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 2 de 5Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5  Seguinte
 Tópicos similares
-
» Fotos da minha bichinha!
» RELAÇÃO ( COROA X PINHÃO )
» O menor conto de fadas do mundo!
» O MENOR (O MELHOR ) CONTO DE FADAS! ERA UMA VEZ...
» Apresentação - Mauro - Belo Horizonte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
ARCO BRASIL :: Caça e Conservação :: Caça e Conservação-
Ir para: