ARCO BRASIL
Atenção seguir as regras abaixo para comprar ou vender no fórum. Quem não seguir as regras será banido, tera os IPs bloqueados e tópico deletado. Sem exceção à regra!

Leia as regras no tópico abaixo:

http://www.arcobrasil.com/t42-regras-basicas-leia-com-atencao-antes-de-postar-um-topico
ARCO BRASIL

Fórum sobre Arco e Flecha (e tudo que for relacionado ao tema) para reunir todos os entusiastas deste esporte seja para competição ou lazer.
 
InícioCalendárioFAQMembrosRegistrar-seLogin

Compartilhe | 
 

 Projeto de arqueiro: Capítulo 3: Oh não, comprei um Velox Sênior! E agora quem poderá me salvar?

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : 1, 2  Seguinte
AutorMensagem
Convidado
Convidado



MensagemAssunto: Projeto de arqueiro: Capítulo 3: Oh não, comprei um Velox Sênior! E agora quem poderá me salvar?   Dom Mar 03, 2013 1:23 am

Hare.

Como prometido, nesse tópico vou contar como foi minha iniciação no tiro com arco e flecha. Esse fórum me ajudou bastante até agora e gostaria de retribuir o favor. Espero que minha história possa ajudar outros iniciantes e demonstrar aos veteranos o valor de sua contribuição aqui para o fortalecimento do esporte.

Capítulo 1: Equipamento inicial

Sempre fui apaixonado por arco e flecha. Gosto de armas em geral, antigas e contemporâneas, mas o arco e a flecha tem lugar especial no meu coração. Quando criança brinquei bastante com arcos feitos com bambu, galhos de goiabeira e até cabos de vasoura. Parei com a brincadeira depois de quase arrancar o dedo indicador de minha mão esquerda com um facão, enquanto cortava um galho de goiabeira pra fazer um arco. Ainda tenho essa cicatriz pra me lembrar que o arco e flecha é divertido, mas é coisa séria.

Em 2012 resolvi retomar minha paixão. A princípio estudei a possibilidade de construir um arco artesanal, com madeira ou até mesmo canos de PVC, mas arrumei um emprego bacana que me deu condições financeiras de comprar um arco, e me tirou o tempo de fabricar um. Sei que o ideal é fazer uma aula, ou mais, em uma escola confiável, e experimentar vários arcos diferentes antes de comprar qualquer coisa. Acontece que, aqui no interior de Minas Gerais onde moro, não tenho acesso a essas regalias. Imagino que essa também seja a realidade da maioria de vocês. Pesquisei bastante e acabei caindo aqui no Fórum Arco e Flecha Brasil. Li os fundamentos do tiro com arco em algumas postagens, além de alguns conselhos para quem inicia no esporte e vai comprar seu primeiro arco.

1º conselho que você não vai querer seguir: Pegue leve!

Comece por baixo. Você tem que se preocupar com várias coisas quando vai atirar com um arco, postura, respiração, puxada, largada, ancoragem. A única coisa com a qual você não deve se preocupar é com a força que vai ter que fazer pra puxar a corda de seu arco. “Ah, eu sou forte, levanto 150kg no supino.” Besteira. Quase nenhum exercício que fazemos por ai utiliza os músculos necessários para o tiro com arco, da forma como eles são usados no tiro com arco. “ Mas eu dei uns tiros com o arco do meu amigo e não senti dificuldade.” Se foram os primeiros tiros que você deu, provavelmente foram feitos da forma errada. Além disso, num treino que presta, você tem que atirar no mínimo umas 60 vezes, e tem que treinar quase todo dia se quiser mandar bem. Lembre-se que isso é sobre acertar o alvo, não sobre fazer força.

Resolvi aceitar a voz da experiência e comprar um arco com umas 30 libras na minha puxada, que eu descobri aqui neste tópico. Meu olho dominante é o direito, como constatei seguindo essa essa técnica simples aqui. Não tenho cartão de crédito (tenho fobia dessa coisa), então minha compra teve de ser feita dentro do país. Além de leve o arco precisava ser barato.  Vi um monte de anúncios de arcos no Mercado Livre, nenhum deles muito confiável. Também achei vários anúncios de arcos chineses, duvidosos e caros, em lojas brasileiras espalhadas pela internet. Todo dia aparece gente aqui no fórum perguntando sobre arcos dessas duas categorias e o consenso geral é que “isso é uma cilada Bino”, então corra deles. Depois disso reduzi minha lista para os arcos da Velox e os da RD Arqueria. Acabei escolhendo o Velox Senior.

Por que um Velox Senior?

Basicamente por causa do preço. Na época ele custou R$210 (agora ele custa R$250). Eu queria um arco pra iniciar no esporte. Sabia que, caso gostasse mesmo da coisa, ia querer comprar outro arco rapidinho. A alternativa era comprar um arco desmontável (take down) na RD Arqueria, como o Field Star ou o Hard Hunter, e comprar lâminas mais fortes (com maior libragem) mais para frente. Só que ainda seria o mesmo arco, e só as lâminas novas custariam mais caro que o Velox Senior. Além disso, caso fosse apenas fogo de palha essa minha paixão por arco e flecha (tenho histórico de desistir das coisas), essa grana não ia pesar no meu bolso.

O arco é feio, o acabamento é ruim, a pintura é um lixo e as lâminas lascam rapidinho. Acontece que ele funciona perfeitamente. Eu pensei que as lâminas se quebrariam logo, mas isso não aconteceu. Depois de uns 6 meses atirando todos os dias o arco continua firme. Se tiver acesso a uma escola, faça aulas, mas se vai ter que aprender a atirar sozinho no quintal da sua casa, recomendo o Velox Senior. Talvez seu negócio seja arcos compostos, ou os recurvos olímpicos cheios de acessórios bacanas, ou quem sabe longbows tradicionalíssimos, mas como vai poder decidir isso antes de aprender a atirar? Então foi o que fiz. Comprei um Velox Sênior e comecei a juntar grana pra comprar um arco “de verdade” quando estivesse pronto.

Escuto um burburinho aqui no fórum sobre os arcos Velox. Parece que algumas pessoas ficaram chateadas com eles, porque tiveram de trocar as lâminas e outras coisas igualmente chatas. Não acho que seja motivo suficiente para deixar de recomendar o Velox Senior. A única coisa que me faria desistir dele seria falta de segurança e danos a integridade física dos arqueiros. Mas como não vi nenhum relato sobre acidentes desse tipo, e o pessoal da Velox continua prestativo em resolver os pepinos que surgem, mantenho minha recomendação. Quanto aos outros arcos da Velox, não os conheço e por isso não dou qualquer opinião.

Acessórios

Além do arco, comprei meia dúzia de flechas Silver 700, um protetor de braço simples e uma dedeira. A dedeira e o protetor de braço ainda estão plenamente operacionais. A dedeira é um pouco fina e não impediu que alguns calos dolorosos surgissem em meus dedos no começo dos treinos. A solução foi enrolar as pontas dos dedos calejados com esparadrapo, ou até mesmo fita crepe. Com o treino constante a pele engrossa e os calos se tornam troféus. Pretendo usar essa dedeira até que se acabe por completo, o que parece estar longe de acontecer.

Já as flechas Velox de alumínio serviram apenas para o propósito inicial de serem destruídas. Elas custam R$14 a unidade, mas não tenho certeza de que valham esse preço. É certo que, no início da prática do tiro com arco, as flechas são quase descartáveis, então é melhor comprar flechas mais baratas que encontrar, mesmo que sejam as flechas Velox. Compre no mínimo três e máximo meia dúzia delas, mas se prepare para ter de substituí-las dentro de um mês. Nesse tempo, se você fez a lição de casa, é provável que já tenha conhecimento para escolher boas flechas e não destruí-las com tanta facilidade.

...

É isso ai pessoal, espero que meu relato ajude. Estou aberto a qualquer crítica, sugestão ou ameaça. Sei que o texto ficou grande e, se você não gosta de ler, guarde sua preguiça pra você mesmo e não faça comentários óbvios. Daqui a pouco posto o Capitulo 2: Algo macio pra acertar.

Arthur Emanuel


Última edição por Emanuel Jack em Qui Jul 04, 2013 12:30 am, editado 7 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Eiishiro



Mensagens : 33
Data de inscrição : 23/02/2013
Idade : 16
Localização : Londrina-PR

MensagemAssunto: Re: Projeto de arqueiro: Capítulo 3: Oh não, comprei um Velox Sênior! E agora quem poderá me salvar?   Dom Mar 03, 2013 1:39 am

Ótimo post! Obrigado por dividir sua experiência conosco. Pretendo iniciar ainda esse mês, e com um Velox Sênior, mas já tenho o próximo em mente. Very Happy
Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidad
Convidado



MensagemAssunto: Re: Projeto de arqueiro: Capítulo 3: Oh não, comprei um Velox Sênior! E agora quem poderá me salvar?   Dom Mar 03, 2013 1:56 am

Parabens pela garra e força de vontade,
bons tiros....
Voltar ao Topo Ir em baixo
Seaven



Mensagens : 116
Data de inscrição : 31/01/2013
Idade : 17
Localização : Itapetinga/BA

MensagemAssunto: Re: Projeto de arqueiro: Capítulo 3: Oh não, comprei um Velox Sênior! E agora quem poderá me salvar?   Dom Mar 03, 2013 8:07 am

Parabéns cara, belíssimo discurso,isso ajudará muitas pessoas,me ajudou também...bons tiros,e boa sorte também...

_________________
"Se você quer se tornar um grande arqueiro,deixe seu corpo torna-se a seta" (Byron Ferguson)
Voltar ao Topo Ir em baixo
TRC



Mensagens : 6248
Data de inscrição : 07/01/2012
Idade : 70
Localização : ItagçGo

MensagemAssunto: discurso   Dom Mar 03, 2013 9:53 am

Belo discurso, Emanuel Jack, é um belo pensamento e precisa ser respeitado.
Concordo inteiramente com você num ponto, a falta de dinheiro para um bom equipamento é unânime. srsrsrsr
Pertenço a esse privilegiado grupo também. kkkkkk
Comprar um equipamento caro e, no meio do caminho, desistir, realmente é triste.
Mas, essa desistência, não seria prejuízo - se o equipamento for bom - porque aqui, nos classificados, esse produto seria fácilmente vendido.
Algum prejuízo na venda? Não, porque o prazer de ter usado um bom equipamento resgataria a diferença do valor da compra menos o da venda.
Particularmente, sou contra equipamento ruím; acho que juntar dinheiro e comprar um bom, melhor seria.
Equipamento ruím dá raiva; pelo menos, o meu primeiro, me fez passar muita raiva.
Outra coisa, equipamento ruím, ninguém vai comprar de segunda mão, penso eu.
Material descartável, acho que é mais apropriado para invólucros, seringas, fraldas, etc.
Um paralelo: a criança usa fralda descartável, mas, com o decorrer do tempo, vai usar "samba canção", cuecas de seda, etc.; não vai mais querer o descartável.
Assim é a na arqueiria, o atleta sempre buscará o melhor equipamento.
Voltar ao Topo Ir em baixo
<-Yuri->



Mensagens : 29
Data de inscrição : 23/08/2011
Idade : 21

MensagemAssunto: Re: Projeto de arqueiro: Capítulo 3: Oh não, comprei um Velox Sênior! E agora quem poderá me salvar?   Dom Mar 03, 2013 10:51 am

O velox senior é tudo isso? scratch
Voltar ao Topo Ir em baixo
TRC



Mensagens : 6248
Data de inscrição : 07/01/2012
Idade : 70
Localização : ItagçGo

MensagemAssunto: fabricação   Dom Mar 03, 2013 11:30 am

O amigo Emanuel Jack bem mostrou: - " O arco é feio, o acabamento é ruim, a pintura é um lixo e as lâminas lascam rapidinho ".
Não conheço o arco, mas, eu diria que o fabricante deveria aprimorá-lo, pelo que ví no forum.
Em contrapartida, àqueles que pretendem adquiri-lo, eu diria que deveriam exigir do fabricante " um produto mais bonito, melhor acabado, com pintura melhor e cujas lâminas não lascassem rapidinho" .
Se eu fosse fabricante e os meus produtos tivessem uma grande procura, a minha consciência cobraria de mim que, ao invés de decair a qualidade, eu muito mais a aprimorasse.
De tudo o que lí aqui no forum, percebi que esse produto teve grande aceitação e uma qualidade melhor.
Agora mudou?
Eu não sei; conforme já afirmei, não conheço esse equipamento.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidado
Convidado



MensagemAssunto: Re: Projeto de arqueiro: Capítulo 3: Oh não, comprei um Velox Sênior! E agora quem poderá me salvar?   Dom Mar 03, 2013 11:54 am

Hare

Eiishiro, BrunoFernandes e Seaven, obrigado pelo apoio.

Yuri, o Velox Senior não é tudo isso, é apenas isso. Ele está me ensinando a atirar.

TRC, concordo plenamente com você em um ponto. Meu pensamento é belo e precisa ser respeitado.
Brincadeiras à parte, não considero o Velox Senior um arco ruim ou descartável. Caso contrário não o indicaria. Respeito sua opinião, mas ela não é mais a opinião de um iniciante. Se você já usa cuecas de seda, concordo que seria desagradável voltar para as fraldas descartáveis (vocês aprenderam a fazer metáforas com o Lula?). É uma pena que você tenha passado raiva com seu primeiro arco, mas, como você mesmo disse, não foi um Velox Senior. Muita gente passou raiva com equipamentos ruins, e com equipamentos bons também. Talvez o tiro com arco demande mais autocontrole e paciência do que um equipamento bonito.

Vou manter meu Velox Senior e pretendo ensinar mais gente a atirar com ele. Se ele estragar, vou acionar minha garantia e trocar o que for preciso. Farei isso enquanto puder (minha garantia dura ainda mais de 4 anos). Inclusive já recebi uma proposta de compra para meu Velox Senior. Sobre a forma como a Velox cuida de seu negócio, não acho que vem ao caso e prefiro que esse tópico não se torne mais uma discussão inútil sobre o que as outras pessoas devem fazer, pensar ou sentir. Este é o meu relato, falo de experiência própria porque conheço o produto. Vale o que custa.

Arthur Emanuel


Última edição por Emanuel Jack em Dom Mar 03, 2013 12:48 pm, editado 2 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
<-Yuri->



Mensagens : 29
Data de inscrição : 23/08/2011
Idade : 21

MensagemAssunto: Re: Projeto de arqueiro: Capítulo 3: Oh não, comprei um Velox Sênior! E agora quem poderá me salvar?   Dom Mar 03, 2013 12:35 pm

Emanuel se pareceu que o ofendi desculpa, mas é que sou um completo iniciante e os ultimos relatos sobre o Velox senior e outros arcos da marca não são muito bons.Nem se quer comecei no esporte, estou economizando pra comprar um arco, mas estou muito preocupado com a minha segurança Suspect , e pretendo adquirir um senior... confused

Abraço(vou te mandar pm)

Voltar ao Topo Ir em baixo
Rigli



Mensagens : 328
Data de inscrição : 09/12/2011
Idade : 21
Localização : Campinas

MensagemAssunto: Re: Projeto de arqueiro: Capítulo 3: Oh não, comprei um Velox Sênior! E agora quem poderá me salvar?   Dom Mar 03, 2013 2:11 pm

Muito bom!

_________________
Free thinkers are dangerous.
Voltar ao Topo Ir em baixo
TRC



Mensagens : 6248
Data de inscrição : 07/01/2012
Idade : 70
Localização : ItagçGo

MensagemAssunto: equipamento   Dom Mar 03, 2013 3:31 pm

Conforme já afirmei, não conheço o equipamento.
De forma alguma, portanto, seria a pessoa recomendada para referendar as suas boas qualidades ou suas más qualidades.
Quem conhece o equipamento, possui, ou atira com ele, está qualificado para dizer "sim" ou "não".
Temos aqui no forum diversos tópicos onde muito se falou a respeito desse assunto.
Quem inicia, eu acredito, deveria pesquisar bastante, deveria procurar academias de tiro ao arco, experimentar equipamentos, e, a partir daí, projetar na mente qual seria o seu ideal.
Arco para lazer? Arco para esporte? Arco para caça? Afinal, o que busca o iniciante?
Aqui no forumeiros, existem tópicos, mensagens, experiências, a respeito de todo tipo de arco.
Aqui, postamos mensagens com as nossas experiências, e, não nos ofendemos quando as nossas experiências não são uníssonas, se existem discordâncias, se não são "voz comum" e acatadas por todos.
Particularmente, discordo da idéia que o inicio seja com um equipamento ruím.
Concordo, entretanto, que o inicio seja com um equipamento ruím, porque falta dinheiro para comprar um bom.
A necessidade obriga!
Meu primeiro, comprei sem pesquisar, sem perguntar, sem experimentar; eu nem conhecia o forumeiros.
Não foi uma boa experiência, demorei um ano para deixá-lo "utilizável".! rsrsrsrsr
Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidado
Convidado



MensagemAssunto: Re: Projeto de arqueiro: Capítulo 3: Oh não, comprei um Velox Sênior! E agora quem poderá me salvar?   Dom Mar 03, 2013 8:56 pm

Hare

Concordo com você, TRC. Quem inicia deveria pesquisar bastante, procurar academias de tiro ao arco, experimentar equipamentos. Frequentar uma escola, ou tomar aulas com um bom professor, certamente deve favorecer e agilizar o desenvolvimento do arqueiro. Infelizmente não foi possível para mim, e é por isso que escrevo esse tópico sobre como iniciei, por conta própria, no tiro com arco. Entretanto tive a presença de espírito de pesquisar bastante e esse fórum me ajudou muito, em parte por causa de todas as opiniões divergentes apresentadas aqui e as discussões que elas incitaram. Talvez minha experiência possa ajudar outros que, como eu, não tem acesso a um mestre.

Também discordo da ideia de que o início deva ser com um equipamento ruim. O que precisa ficar bem claro, é que não considero o Velox Senior um equipamento ruim para iniciar no tiro com arco. Penso que o iniciante, antes de tudo, deve buscar aprender a atirar com um arco. No meu caso o Velox Senior tem sido um bom professor. Este, é claro, é o caminho que eu sigo. Não quero dizer que todo iniciante deve fazer o mesmo trajeto, entretanto o objetivo de todos nós é sempre o mesmo: acertar o alvo. Não é a toa que Byron Ferguson diz “seja a flecha”.

Penso que o iniciante no arco e flecha deve esquecer qualquer funcionalidade que o arco possa ter, seja caçar, competir ou combater. Ele deve segurar seu arco livre de qualquer expectativa, e concentrar-se apenas em dominá-lo, e a si mesmo. Uma vez que esses dois objetivos tenham sido alcançados, não mais importará qual é o alvo, seja ele o papel colorido de uma competição FITA, um javali focinhudo ou o zumbi que rasteja em sua direção. Mas esta é apenas a minha opinião.

TRC, você diz que não teve uma boa experiência com seu primeiro arco, que passou muita raiva com ele e que demorou um ano para deixá-lo utilizável. Desculpe se interpreto errado a sua jornada, mas considero isso um grande êxito. Você perseverou no esporte mesmo com tantos contratempos, aprendeu a atirar e ainda a deixar utilizável um equipamento que considera ruim. Só posso acreditar que essa experiência tenha feito você crescer como arqueiro e como pessoa. Imagino se você teria aprendido tanto caso tivesse em mãos, logo no início, um equipamento top de linha entregue equipado e regulado em suas mãos.

Arthur Emanuel
Voltar ao Topo Ir em baixo
TRC



Mensagens : 6248
Data de inscrição : 07/01/2012
Idade : 70
Localização : ItagçGo

MensagemAssunto: arco   Dom Mar 03, 2013 9:41 pm

Vejo aqui tópicos maravilhosos, de perseverança, inclusive.
Temos aqui, forumeiros que estão construindo longbows, takedowns, recurvos laminados, e, pasmem, inclusive, estão construindo arcos compostos caseiros, lâminas, risers e cams.
Vale a pena acompanhar esses tópicos, mostram a perseverança de executar e a vontade de sempre construir um arco melhor que o anterior.
Aqui foi colocado, eu me lembro disso, por um forumeiro, pedido de orientações para fazer um arco com um galho de mangueira.
Não foi criticado por ninguém, muito embora a madeira dessa fruta não seja a mais indicada para a feitura de um longbow.
Já se falou sobre pitangueira, ipê, guajuvira, óleo de capaúba, mas, sempre, todos, procurando uma maneira melhor de construir e mostrar um longbow.
Temos aqui no forum, cito como exemplo, o recurvo Brasilbow, que, hoje, parece, para se adquirir um, precisa encomendar.
Esse artesão, nota-se pelas mensagens postadas por quem foi agraciado com um exemplar, o aprimoramento dos modelos que faz é o seu ideal.
Essa é a questão, o aprimoramento.
Todos que aqui participam do forum são arqueiros, uns mais experientes, outros menos experientes e outros iniciantes; uns mais velhos de forum, outros mais novos.
Todos, nos seus dia a dia de treinos, buscam um ideal, o aprimoramento; seja com um equipamento de baixa qualidade ou com um equipamento de alta qualidade.
Não critico o meu composto nacional, ao contrário, já sugeri mudanças na sua configuração.
Hoje eu o utilizo e deixo os amigos utilizar também; nos meus outros equipamentos, só eu ponho a mão.
Se o nosso ideal é o aprimoramento, precisamos exigir isso de quem fabrica os equipamentos que compramos.



Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidado
Convidado



MensagemAssunto: Re: Projeto de arqueiro: Capítulo 3: Oh não, comprei um Velox Sênior! E agora quem poderá me salvar?   Ter Mar 05, 2013 5:37 pm

Hare

Valeu por acompanharem o tópico, pessoal, espero que tenha sido de alguma utilidade.

TRC, obrigado pela discussão saudável e por nos revelar sua opinião, com muitas vírgulas, sobre o que precisamos fazer. Você está certo, pra adquirir um Brasilbows é preciso encomendar e esperar na fila. O meu Palo Santo já está reservado “indesdeo” ano passado! Wink

Como prometido, aqui está a sequência da minha jornada no caminho do arqueiro!


Capítulo 2: Algo macio para acertar

Com o arco em mãos, concentrei-me na tarefa de fabricar um alvo e arrumar um bom anteparo para resguardar minhas flechas e as paredes de casa. O primeiro projeto que bolei consistia em uma caixa de papelão recheada com mais papelão, além de plástico, espuma de travesseiro, jornal e retalhos de borracha de câmara de ar. Para servir como barreira final coloquei no fundo da caixa uma sacola plástica dobrada em várias camadas (acho que originalmente ela embrulhava uma geladeira). O alvo funcionou de forma satisfatória, apesar da caixa de papelão se acabar muito rapidamente. Depois de algumas dezenas de tiros o papelão perde completamente a capacidade de segurar as flechas. O enchimento do alvo ia se esfarelando, até que a única coisa que segurava os projeteis eram as camadas do plástico no fim da caixa. Algumas vezes as flechas batiam no plástico, cada vez mais socado no fundo da caixa, e não o perfuravam. Acabavam quicando para fora do alvo e caindo ao chão. Sem contar que o enchimento esfarelado do alvo ia "entornando" e fazendo a maior bagunça. Pra segurar as flechas no alvo, e não deixar as “tripas” saírem dele, revesti a parte da frente da caixa de papelão com uma camada de borracha de câmara de ar, que também não tinha uma vida muito longa, apesar de superior ao papelão.

Li um achismo em algum lugar aqui no fórum que dizia que um cobertor grosso, pendurado no ar com a barra solta, seria suficiente para absorver a energia cinética da flecha e pará-la. Pra testar o conceito pendurei um cobertor velho em um cabo de vassoura , de modo que uma flecha atirada contra ele teria de trespassar duas camadas do tecido. A flecha não só atravessou facilmente o cobertor, como entrou até a metade em um compensado de madeira que estava atrás dele. Felizmente a flecha não ficou danificada. Coloquei outro cobertor por cima do primeiro e tomei uma distância maior, cerca de 10m, crente que isso diminuiria a velocidade da flecha. Acabei levantando demais o arco para corrigir uma possível queda na trajetória da flecha. O tiro foi muito alto e a flecha acertou em cheio o cabo de vassoura cortando-o ao meio, além de varar facilmente os cobertores.

2º conselho que você não vai querer seguir: Atire perto do alvo

Esse é o tipo de conselho que você só precisa seguir se quiser manter a saúde de suas flechas, além da integridade das paredes, portas, janelas, animais de estimação, parentes, desconhecidos e etc. Comece atirando à cerca de três metros de seu alvo e vá aumentando a distância de três em três metros, mas apenas quando se sentir muito seguro (conte pelo menos uns 333 tiros antes de qualquer distanciamento do alvo). Você vai querer dar uns passos pra trás e atirar de uma distância maior, só pra fazer uma “experiência”. É nessa hora que a -_- vai acontecer. Vale lembrar que a segurança vem sempre em primeiro lugar. Jamais atire, ou até mesmo arme seu arco, caso tenha algum ser vivo na linha de tiro. Tome cuidado!

Em minha cidade existe um deposito de sucata, da Sociedade São Vicente de Paulo, que aceita todo tipo de doações. Eles processam o material, ou não, e o vendem por um precinho camarada, ou não, pra quem quiser comprar. Dei um passeio no depósito e encontrei uma lona grossa trançada, curtida pela sujeira, que pareceu resistente o suficiente para segurar minhas flechas. Paguei R$30 por 5m² desse material. Ainda não descobri a origem dele, mas suspeito que seja algum tipo de lona usada por caminhoneiros. Pra minha sorte ela serviu bem ao propósito, resistindo bravamente aos tiros diretos à “queima roupa” do meu Velox Senior. A flecha até consegue perfurar uma camada ou duas da lona, mas fica agarrada nela e nunca a trespassa completamente. O problema é que dá um trabalhão arrancar a bendita de lá. Ainda não experimentei este anteparo utilizando um arco de maior potência, mas pretendo faze-lo em breve.

Por algum motivo besta resolvi dobrar o tamanho do meu alvo e o fiz atando uma segunda caixa de papelão ao lado da primeira. Foi uma ideia infeliz. A pior de todas as ideias, entretanto, foi construir um lindo tripé de bambu, com amarras de sisal no melhor estilo escoteiro, pra pendurar essa caixa dupla. Elas estavam presas bem rentes uma da outra, mesmo assim uma flecha passou bem no meio das duas caixas e acertou a perna de trás do tripé que dava apoio à estrutura. Se as Silver 700 da Velox resistiram bem ao compensado e ao cabo de vassoura, nesse caso a história foi diferente. A flecha nem chegou a riscar o bambu e foi parar no chão mais torta que um anzol.



Que eu posso dizer? Tomé cuidado com suas boas ideias!


Depois dessa eu desisti das caixas de papelão e do meu lindo tripé escoteiro. Dei uma olhada aqui no fórum e resolvi testar o aclamado alvo de retalhos. Até pensei em fazer um alvo “eterno”, como estes apresentados aqui, mas como divido meu tempo entre a roça e a cidade, teria de carregar um trambolho comigo ou fazer dois trambolhos. Criamos galinhas aqui na roça, então sempre tem um saco de milho, de farelo ou de ração, dando sopa. São sacos grandes, feitos com tiras trançadas que se separam quando atingidas e voltam ao normal depois que a flecha é retirada. Esse mecanismo garante uma vida mais longa para a almofada.

Minha circunferência abdominal aumentou um tiquinho depois dos vinte e tantos anos e eu acabei "perdendo" um monte de roupas, inclusive várias calças jeans. Essa tralha estava estocada no meu guarda roupa, esperando uma oportunidade para ser doada. Seguindo as instruções, arranquei todos os botões, zíperes e demais badulaques que poderiam machucar as flechas. Em seguida acomodei todo tecido dentro de um saco de milho. Posso ter de amargar alguns anos a mais no purgatório, mas em compensação fiz uma almofada para alvo excelente! Coloquei ainda uma camada grossa do velho "plástico de geladeira" nos fundos do alvo, só por desencargo de consciência. Quando o saco está esburacado demais o coloco dentro de outro saco. Em vez de apoiá-lo no tripé, o penduro na trave que sustenta o anteparo de lona. Ou então jogo ele ali no chão e é isso mesmo. É um alvo prático que atende bem minhas necessidades, além de ser relativamente leve e fácil de ser transportado para lá e para cá.



Atrás o anteparo superdimensionado com duas camadas de lona. À frente dele o meu tripé "genial" com o alvo duplo de caixa de papelão. Evitem!



Minha antiga linha de tiro aqui na roça, distância total 10m.



E o meu alvo de saco cheio de trapos, calmamente assentado sobre a lona dobrada muitas vezes. Prendo um papelão na almofada pra servir de alvo. Recomendo!


É isso meu povo. Resolvida a questão de algo macio para acertar, pude me concentrar em conseguir novas flechas de melhor qualidade. Próximo capítulo: Alguém conhece essas flechas aqui?


Última edição por Emanuel Jack em Qua Mar 06, 2013 9:10 pm, editado 2 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
TRC



Mensagens : 6248
Data de inscrição : 07/01/2012
Idade : 70
Localização : ItagçGo

MensagemAssunto: tópico   Ter Mar 05, 2013 6:11 pm

Caro Emanuel Jack.
Muito bom o seu tópico, excelente.
Você postou aqui as suas experiências e quero crer que serão de grande valia não só para os iniciantes, mas, para os mais velhos também.
Meus parabéns!
Sempre que puder abra novos tópicos, creia que sempre serão de grande utilidade para todos.
A arqueiria é muito vasta, certamente você achará novos assuntos que serão de grande interesse.
Parabéns!
Boas flechadas!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Eiishiro



Mensagens : 33
Data de inscrição : 23/02/2013
Idade : 16
Localização : Londrina-PR

MensagemAssunto: Re: Projeto de arqueiro: Capítulo 3: Oh não, comprei um Velox Sênior! E agora quem poderá me salvar?   Ter Mar 05, 2013 10:19 pm

Realmente, esses '' conselhos que você não vai querer seguir '' ficam cada vez melhores! ahahahahaha.
Obrigado pelas dicas, e mais uma vez parabéns pela iniciativa.
Voltar ao Topo Ir em baixo
TRC



Mensagens : 6248
Data de inscrição : 07/01/2012
Idade : 70
Localização : ItagçGo

MensagemAssunto: alvo   Ter Mar 05, 2013 11:25 pm

Essa questão do alvo e de flechas quebradas, tem uma maneira de ser minimizada.
Se a pressão dos arcos para os iniciantes é de menor "libragem", existem arcos mais potentes, de 60#, 70#, etc.
Se o alvo não for muito resistente, a flecha vara e acerta o anteparo traseiro.
O alvo que uso, eu o construí com tiras de papelão de 20cmx90cm, coladas uma sobre as outras de forma que a flecha atinge a parte fina do papelão, de + ou - 1cm.
Esse alvo fica mais macio e estraga menos a flecha que um alvo de diversas placas de papelão uma na frente da outra.
Vi um alvo excelente na ATA - RibeirãoPreto.
Uma placa de EVA de mais ou menos 1,10mx1,60m, sem anteparo traseiro; ela é emoldurada com ripas.
Estou construindo um alvo assim; comprei as placas de EVA na Hevia em Franca; medidas 1,10mx2,30mx4cm.
Voltar ao Topo Ir em baixo
rayjbraz



Mensagens : 1
Data de inscrição : 03/03/2013

MensagemAssunto: Re: Projeto de arqueiro: Capítulo 3: Oh não, comprei um Velox Sênior! E agora quem poderá me salvar?   Qua Mar 06, 2013 12:06 am

Bom trabalho... Estou ansioso pelo próximo capítulo.
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://rayjbraz.com.br
TRC



Mensagens : 6248
Data de inscrição : 07/01/2012
Idade : 70
Localização : ItagçGo

MensagemAssunto: oi   Qua Mar 06, 2013 1:24 am

Oi, Rayjbraz.
Sua primeira mensagem?
Entre lá no tópico - "apresentações" - e deixe uma mensagem sua.
Ela será encaminhada prum montão de forumeiros.
Benvindo, amigo.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidado
Convidado



MensagemAssunto: Re: Projeto de arqueiro: Capítulo 3: Oh não, comprei um Velox Sênior! E agora quem poderá me salvar?   Qua Mar 06, 2013 7:10 pm

Mais uma vez obrigado pelo apoio, pessoal.

TRC, você fala de alvos de papelão com a configuração deste que encontrei no tópico sobre o alvo eterno?


Realmente eles parecem mais duráveis que os alvos de papelão colocados horizontalmente, e também podem ser manejados de forma a trocar o ponto de maior impacto das flechas quando ele estiver bastante desgastado, tornando-o muito duradouro. Entretanto eles demandam um bocado dessa matéria prima específica, o papelão, e um certo trabalho para serem montados, já que precisam ser cortados e colados, ou fixados em uma estrutura que os comprima.

Já o EVA nunca usei, mas parece que esse material rende bons alvos e anteparos. Só tem o problema do custo em dinheiro. Sigo uma opinião que li aqui no fórum, já não me lembro de quem: o melhor alvo é aquele feito com o material que você encontra em casa e gastando o mínimo dinheiro possível. Entretanto tenho muita vontade de comprar um alvo 3D como estes vendidos pela RD Arqueria:



Acontece que o preço deles (R$ 449,90 o de 24 x 24 x 24 cm e R$ 849,90 o de 37 x 37 x 37 cm como anunciado no site da RD Arqueria) o torna proibitivo para mim. Eles também vendem uma rede para retenção de flechas de 4 m x 4 m, só que o precinho é complicado...
Voltar ao Topo Ir em baixo
BlackEagleBR



Mensagens : 396
Data de inscrição : 08/10/2012
Idade : 30
Localização : Petrópolis/RJ

MensagemAssunto: Re: Projeto de arqueiro: Capítulo 3: Oh não, comprei um Velox Sênior! E agora quem poderá me salvar?   Qua Mar 06, 2013 7:40 pm

Emanuel Jack escreveu:

Acontece que o preço deles (R$ 449,90 o de 24 x 24 x 24 cm e R$ 849,90 o de 37 x 37 x 37 cm como anunciado no site da RD Arqueria) o torna proibitivo para mim. Eles também vendem uma rede para retenção de flechas de 4 m x 4 m, só que o precinho é complicado...
Sou doido nessa rede deles...o preço que desanima mesmo..

_________________
PSE Summit 28lbs
Brasilbows Salomão 36lbs
Horsebow Xing-ling 45lbs
Martin Jaguar Take-down 50lbs

PSE Viper Copperhead 150lbs
Barnett Panzer V 150lbs
Hoover Camel 50lbs

Webley Rebel .177 airgun + 4x20 scope
Voltar ao Topo Ir em baixo
HigorAlmeida



Mensagens : 197
Data de inscrição : 01/05/2012
Idade : 23

MensagemAssunto: Re: Projeto de arqueiro: Capítulo 3: Oh não, comprei um Velox Sênior! E agora quem poderá me salvar?   Qui Mar 07, 2013 10:24 am

Ótimo trabalho!

Muito legal a sua ideia de contar suas esperiencias em capítulos.

Sobre o assunto do alvo.

Eu uso apenas camadas de papelão que são sempre atravessadas facilmente pelas flechas, porém acho que isso retarda o impacto que ela causa. E como anteparo eu uso um grande morro de terra, facilmente penetravel, que vira e mexe machuca a ponta da flecha, mas nunca entortou uma.

Eu gostaria de ter aquele alvo que usam em campeonatos, parece um caracol, acho que é feito de palha, ou fibras que se separam quando a flecha penetra e voltam ao lugar quando se retira a mesma.

Nunca vi um tópico de como fazer um e acho que não deve ser fácil.

Bem, aguardo o próximo capítulo.

_________________
------------------------------------------------------------------------------------------------------------
- To be fast enough you must shoot three arrows before you see the dust of the first arrow hitting the ground.
- An Archer carries the life of 24 men on his back.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.][Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Palo-Santo - 56'' - 50# @28''
Jaguar CrossBow - 175lb - CAMO
Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidado
Convidado



MensagemAssunto: Re: Projeto de arqueiro: Capítulo 3: Oh não, comprei um Velox Sênior! E agora quem poderá me salvar?   Qui Mar 07, 2013 8:11 pm

Valeu Higor.

Dividir ideias em capítulos sempre foi uma ótima pedida. Há milênios essa invenção é usada no aparato tecnológico mais marcante de toda humanidade, os livros.

Será que esse alvo caracol que você falou é o medieval alvo de corda?



Aqui no fórum duas opções feitas com sisal, esse aqui é do arkanno e esse é do tallyst



Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidado
Convidado



MensagemAssunto: Re: Projeto de arqueiro: Capítulo 3: Oh não, comprei um Velox Sênior! E agora quem poderá me salvar?   Qui Jul 04, 2013 12:29 am



Capítulo 3: Oh não, comprei um Velox Sênior! E agora quem poderá me salvar?

É pessoal, o mundo dá voltas. Ontem o pessoal indicava o arco pra todos os iniciantes. Hoje ele só dá problemas e merece nada menos que o ostracismo. Existem opções melhores por um preço (quase) igual, e sem a imensa dor de cabeça de comprar uma gambiarra BR. Quem já usou sente vergonha, quem nunca usou fica orgulhoso. Teve um teimoso, que obviamente não entende nada de arco e flecha, que até briga arrumou no fórum, sentindo-se discriminado por ser arqueiro de Velox Sênior. Que Deus o tenha em bom lugar.  

Não se chegou a um consenso sobre a natureza do problema. Uns dizem que é culpa da Dilma e do PT. Outros dizem que é a maldição que recai sobre o povo brasileiro. Outros comentam que é a mão de obra tupiniquim que não presta. Uma corrente muito numerosa diz que a culpa é do fabricante que, além de ser brasileiro, tá em ritmo de aposentadoria e não liga pra qualidade dos arcos que coloca no mercado. Não importa. O consenso é que o arco é de má qualidade e não deve mais ser indicado pros novatos que estão em busca de um primeiro arco.

Ai vocês que, como eu, viram boas referências desse arco aqui no fórum e compraram o Velox Sênior, fazem cara de vítima e repetem em coro: - E agora, quem poderá nos salvar? - Infelizmente o Chapolin Colorado anda meio ocupado com sua demência senil e não pode fazer nada por nós. Alguns vêm aqui no fórum e xingam, brigam, exigem providências. Não adianta. É sabido que o fabricante do arco não curte muito a internet. Eu, que até posso jogar nos outros a culpa pelos meus problemas, mas que sei que ela é toda minha (pois é, sou o tal brasileiro médio, amaldiçoado, incapaz, sem educação e cuja mão de obra não tem qualidade), resolvi gostar do meu Velox Sênior e fazer dele um bom arco.

Meu arco quebrou na primeira puxada!

Seu Velox Sênior (ou qualquer outro arco) deu problema? Entre em contato com o vendedor/fabricante e veja como esse problema pode ser resolvido. Arcos quebram, é um fato. Arcos caros quebram, arcos baratos quebram, arcos tradicionais quebram, arcos industriais quebram. Não adianta chorar, espernear, fazer muxoxo. Quebrou, trincou, rachou, delaminou? Só tem um jeito, meu amigo. Seu arco tem garantia? Se tem, parabéns. Acione sua garantia e aguarde. Sei que você já esperou o arco chegar uma vez. Que é um saco esperar de novo, que isso é um péssimo começo. Que dá um desânimo danado. Fazer o que? Não consegue conviver com essas coisas? Pede seu dinheiro de volta e compra um PlayStation.

Arqueiro tem que ser paciente. Não só pra esperar o arco chegar, mas também na linha de tiro. Se você não consegue controlar sua ansiedade, pode saber que vai ter uma dificuldade a mais quando for atirar. Respire fundo, medite, leia um bom livro. Treine mentalmente. Vai te fazer bem.

Ok. Concordo que alguns defeitos devem ser expostos, que outros consumidores devem ser alertados sobre possíveis problemas no produto que vão adquirir, e que expondo o problema no fórum pode ser que você consiga uma solução pra ele. Mas, sejamos sinceros, tem gente que só quer dar o troco e acha que expondo o fabricante/vendedor, que ousou fornecer um produto defeituoso e lhe fez perder tanto tempo de sua preciosa vida, estará vingado. Se este foi o seu caso, meu amigo, melhor não dar muita pinta aqui que todo mundo vai sacar. Fique tranquilo, a gente sabe que tem uns e outros que merecem.

Meu Velox Sênior funciona, o que eu faço com ele?

Meu amigo, se o seu arco serve pra atirar flechas, atire com ele. Tem gente que fala que a sensação do tiro é ruim, que o arco não dá dois tiros iguais, que ele não serve pra atirar numa distância X. Olha, vi gente comparar Velox Sênior com arco seis ou sete vezes mais caro. Covardia, né? Meu Velox Sênior completou um ano. Adoro atirar com ele, me divirto pra caramba. Talvez seja verdade o que dizem, que não existem dois Velox iguais. Nesse caso eu fui premiado. Meu agrupamento não é campeão, mas eu tenho certeza que, quando a flecha vai pro lugar errado, a culpa é minha (lembrem-se de que sou o tal brasileiro de quem todo mundo fala mal). Claro que atiro numa distância limitada (geralmente 18 metros, e no máximo 27), e recomendo que você, senhor dono de um Velox Sênior, faça o mesmo. Convenhamos, estamos falando de um arco de 30 libras. Se você já ta bom o suficiente pra arriscar tiros a 50 metros, então já pode pensar em comprar outro arco mais forte, e de melhor qualidade.

Gambiarras

Ok, tive que fazer uns implementos no meu Velox Sênior, mas não foram coisas de outro mundo. Vou numerar aqui minhas contribuições ao arco. Talvez possa ajudar os amigos que, como eu, caíram nessa armadilha da Velox.

Número 1: Esse rest não presta.

A primeira coisa que fiz com meu sênior foi tirar aquele rest preto destruidor de vanes. Eu curto o tiro instintivo, então comprei umas tirinhas de couro pra colar na janela do arco e atirar off the shelf (é esse o termo correto?). Comprei as tirinhas na RD Arqueria. Elas já vêm com adesivo pronto, mas acho que umas tiras de couro comum e fita dupla face fazem bem o serviço. Lembrem-se que pra atirar dessa forma é preciso usar flechas com penas naturais.



Número 2: Alguém conhece essas flechas?

Esqueça as flechas de alumínio da Velox. No começo elas são muito uteis, já que você vai destruir qualquer flecha que usar, mas quando você aprende a acertar o alvo e não a parede é hora de trocar de flechas. Melhor fugir das flechas de fibra de vidro também, são brinquedos de criança. Nesse caso não tem remédio, amigo. Você precisa estudar sobre spine estático, spine dinâmico, e aprender a escolher a flecha que serve pro seu arco e pra sua puxada. Eu fui um pouco afoito e comprei logo umas flechas Penthalon Black, na RD Arqueria, de spine 600. Eventualmente eu descobri, primeiro observando o voo e depois no teste do papel, que elas eram duras demais pro meu arco (que tem aproximadamente 29 libras na minha puxada de 27 polegadas). Mais tarde eu adquiri o material pra montar flechas e fiz um jogo de flechas de madeira, com ajuda desse programinha pra calcular o spine de arcos tradicionais. Ficaram perfeitas. Voam que é uma beleza.




Número 3: Como se traduz Brace Height?


Fiquei muito invocado com uma tabelinha de brace height que postaram aqui no fórum. De acordo com ela o brace do meu Sênior estava uma polegada maior do que o correto. A explicação parece muito simples. O Velox Sênior é vendido como sendo um arco de 56”. Eu medi o arco e ele tem 60”, mas a corda parece que foi feita pra um arco de 56”. Fiz uma corda nova usando dacron B55, também comprado na RD Arqueria, e coloquei o brace em 7,5”, o mínimo indicado na tabela, e depois fui atirando e ajustando o brace até encontrar a melhor configuração, que bateu no 8,5”. Depois desse ajuste os tiros ficaram muito mais concisos.

Número 4: Cola, tesoura e couro.

Notei que os tips emborrachados que revestem a ponta das lâminas do meu Velox Sênior estavam se desgastando por causa do atrito com a corda. Eventualmente eles se despedaçariam expondo a ponta da lâmina e, possivelmente, roendo os nocks da corda. Por indicação do próprio Jair, cortei duas rodelinhas de couro e fiz um furo no meio de cada uma delas. Depois encaixei as rodelinhas nos tips e colei com Araldite.



Número 5: Cola, tesoura e papel.

Depois de muito tempo encafifado com o desalinhamento das lâminas do meu Velox Sênior, resolvi dar o troco. Percebi que o problema podia ser na parte inferior de uma das lâminas, cujo corte não era precisamente horizontal. Imaginei que um pequeno calço dentro do encaixe do riser resolveria o problema. Coloquei pedacinhos de papel dobrado no lugar, até encontrar aquele que tivesse o tamanho ideal pra alinhar as lâminas. Depois colei o papel dobrado dentro do riser com uma gota de cola branca. O papelzinho está lá até hoje e as lâminas continuam alinhadas.





Número 6: Pomponsinho de lã.

Sempre achei que aqueles pompons nas cordas dos arcos fossem só enfeite. Se o camarada não vai caçar, não entendia por que usar um abafador de ruído que diminui a velocidade da corda. Mas o General Calil comentou que os silenciadores tem a capacidade de diminuir a vibração dos recurvos. Resolvi testar hoje o brinquedo e zaz! Além de eliminar parte do ruído do tiro, deixando apenas um “tuh” seco muito gostoso de ouvir, os pompons também reduziram a vibração do Vêlox Sênior. Uma grata surpresa. Fiz os silenciadores usando fios de lã, mas acho que eles podem ser feitos com vários materiais, como borracha, fios encerados, barbante, entre outros. Muito fácil de fazer e eficiente.



Esse riser é um cocô, ruim de pegar e machuca a mão. Uso uma luva, dessas com bolinhas de borracha na palma, pra dar uma pegada melhor e não machucar. Acho que o ideal seria revestir essa parte da pegada com borracha ou couro, ou sei lá. To com preguiça. Talvez você possa tentar. Tem esse monte de fibras saltando das lâminas desde os primeiros tiros, mas ele continua atirando do mesmo jeito. Talvez colocar uma proteção, tipo um couro, entre a lâmina e o encaixe do riser amenize a pressão. Que você acha?



Esse ai é o meu arco. Feio desse jeito que vocês estão vendo.



Gente, é isso. Quero agradecer a vocês que fazem esse fórum, que é muito bom demais. Sem isso aqui seria difícil praticar esse esporte tão maravilhoso e tão distante da realidade de um brasileiro médio que nem eu. Sei que a gente pode discordar em muitas coisas, mas concordamos que arco e flecha é o que há de melhor. Espero que minhas traquinagens possam ajudar os demais iniciantes como o fórum me ajudou. Fiz questão de linkar todas as referências que me lembrei, que é pra vocês poderem se aprofundar nos assuntos. E você que atira com arco BR, com arco de PVC, arco feito de mola de fusca, arco de galho de mangueira ou o que for, nunca engula esse papo de que a sensação que seu arco lhe da ao atirar é ruim, errada ou irreal. Lembre-se, é o arqueiro que importa.

Bons tiros.

Arthur Emanuel


"A raposa sempre culpa a armadilha."


Última edição por Emanuel Jack em Qui Jul 04, 2013 12:58 pm, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Skywise



Mensagens : 75
Data de inscrição : 12/03/2013
Idade : 38
Localização : Porto Alegre

MensagemAssunto: Re: Projeto de arqueiro: Capítulo 3: Oh não, comprei um Velox Sênior! E agora quem poderá me salvar?   Qui Jul 04, 2013 9:54 am

Curti os "pompomzinhos" eeheheheheh
Muito legal tua narração e dicas Emanuel, parabéns!

Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Projeto de arqueiro: Capítulo 3: Oh não, comprei um Velox Sênior! E agora quem poderá me salvar?   Hoje à(s) 2:41 pm

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Projeto de arqueiro: Capítulo 3: Oh não, comprei um Velox Sênior! E agora quem poderá me salvar?
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 2Ir à página : 1, 2  Seguinte
 Tópicos similares
-
» Mais um capítulo do caso Harley-Davidson x Grupo Izzo
» restaurar capô
» Projeto criminaliza atividade de flanelinha...ôba!!
» Ajuda no projeto de som (sub + modulo). Alguns itens já definidos.
» Faixa cromada no capô

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
ARCO BRASIL :: Discussão Geral-
Ir para: