ARCO BRASIL
Atenção seguir as regras abaixo para comprar ou vender no fórum. Quem não seguir as regras será banido, tera os IPs bloqueados e tópico deletado. Sem exceção à regra!

Leia as regras no tópico abaixo:

http://www.arcobrasil.com/t42-regras-basicas-leia-com-atencao-antes-de-postar-um-topico
ARCO BRASIL

Fórum sobre Arco e Flecha (e tudo que for relacionado ao tema) para reunir todos os entusiastas deste esporte seja para competição ou lazer.
 
InícioCalendárioFAQMembrosRegistrar-seLogin

Compartilhe | 
 

 Quanto e de que forma as pontas influenciam na penetração da flecha

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Sandro



Mensagens : 463
Data de inscrição : 14/11/2010
Idade : 50
Localização : Naviraí - MS

MensagemAssunto: Quanto e de que forma as pontas influenciam na penetração da flecha   Ter Dez 28, 2010 1:27 am

A Penetração da Flecha.

Bom. Como descrito anteriormente, a energia cinética é a energia que um corpo carrega quando está em movimento e ela é descarregada quando choca-se com outro corpo que está estático. Na prática do arqueirismo, essa energia é o ponto de base para descobrir-se se o seu arco está apto a determinadas tarefas como o abate de determinadas espécies de animais. Depois de calcular a energia cinética do seu arco e verificar se este está dentro da tabela balística para o animal que pretende abater, um outro fator é muito crítico para determinar o sucesso ou fracasso dessa tarefa, e eu estou certo de que você sabe qual é. A ponta da sua flecha de caça ou o seu “broadhead”.
Desde os primórdios o homem sempre procurou fabricar pontas de flechas com materiais duros e agudos, primeiramente com madeiras duras, depois endurecendo-as no fogo, ai partiu-se para outros materiais como o osso, a pedra (Desse material, destaca-se as pontas feitas de obsidiana, um tipo de vidro vulcânico que foi largamente utilizado para pontas de flechas), bronze, ferro e, por último o aço. Cada material tem seu uso correspondente a um período da história e a um determinado lugar do planeta que foi ou não espalhado para outros locais.
Modernamente falando, os broadhead’s como o conhecemos hoje são fabricados em escala industrial por máquinas que garantem precisão na fabricação para a diminuição do fator de interferência de peso e de planagem que estas possam ter nas flechas, além de formatos dos mais variados para atender o gosto dos caçadores e conseguir uma ou outra vantagem em relação às demais.
Como os arcos de hoje, não existe um modelo que seja eficiente para todas as finalidades, logo, as broadhead’s também não são aptas a todas as finalidades devendo-se escolher uma ou um jogo delas especialmente adaptadas para a tarefa que irá executar.
Tecnicamente falando, existem no mercado hoje dois tipos de broadhead’s, as de lâminas fixas e as de lâminas móveis ou mecânicas, que se subdividem em outras categorias como por exemplo, as fixas de duas lâminas, de três, de quatro, de lâminas intercambiáveis, as perfuro-cortantes, as de corte no contato, as mecânicas que se alargam com o impacto e as que se abrem com o contato, as perfuro-cortantes e as de corte no contato e assim por diante. Vamos discorrer sobre cada uma delas mostrando seus prós e contras.

Broadhead’s de duas lâminas fixas.
Escolhi este tipo de flecha para falar primeiro por se tratar dos modelos que surgiram primeiramente no mercado. Desenvolvimento natural das antigas pontas de pedra, osso ou aço, eram basicamente, uma placa de aço ou outro material com recorte triangular que era inserido nos eixos de madeira e amarradas para dar peso e maior poder de corte a estes eixos. Hoje, são fabricadas a partir de chapas de aço temperado que são estampadas (processo mecânico que corta e amassa a chapa metálica por um martelo mecânico que já deixa a chapa com o perfil e ondulação apropriado para a terefa que se exigirá dela) e soldadas por processos industriais modernos e automáticos que garantem baixíssimo coeficiente de diapasão (processo de dilatação metálica quando aquecida), podendo receber eixos de madeira ou virotes para serem rosqueadas aos eixos de alumínio ou fibra de carbono. Adicionalmente, estas chapas estampadas também podem conter uma terceira e até uma quarta lâmina soldada.
Estas pontas podem, ainda ser confeccionadas a partir chapas de aço fixadas a um virote de aço ou alumínio endurecido por parafusos.
Apresentam os mais variados desenhos, mas, basicamente tem formato parecido com um triângulo, ora mais agudo, ora menos, ora com as bordas cortantes em recorte côncavo, ora convexo, etc. basicamente, isso serve para agradar ao gosto dos caçadores que escolhem estas de acordo com o tipo de “batida” que querem.
A “batida” refere-se ao tipo de impacto que a flecha terá na caça, se a intenção do caçador é matar por penetração ou por impacto. Se o objetivo for a penetração, quanto mais aguda for a ponta, maior será a penetração, se por impacto, escolhe-se uma ponta de perfil mais atarrachado.
Dentre todas as pontas, as broadhead’s de duas lâminas são as de melhor penetração, pois cortam menos tecido e, portanto, sofrem uma menor resistência à penetração.
O lendário Howard Hill, quando abateu o seu elefante africano com arco e flecha desenhou a sua própria broadhead a partir do melhor aço para ferramenta que encontrou na época. Esta ponta tinha um formato triangular bastante agudo e com um recorte côncavo para facilitar a penetração e 1 ½” de corte. Para certificar-se que esta ponta daria o resultado adequado, conseguiu um pedaço de couro de elefante junto a um taxidermista e fez diversos testes com pontas com outros formatos até desenvolver este que provou ter maior eficácia.
Estas broadheads são utilizadas até hoje, principalmente por arqueiros que usam arcos recurvos ou compostos de baixa libragem e são muito eficientes para estes equipamentos.
Existem pontas de flechas com esta configuração que são feitas a partir de uma única peça que, ao ser prensada, forma uma virola central e achata-se nas extremidades formando as lâminas.
Como crítica a este modelo, somente o fato de que, com apenas duas lâminas cortantes, a chance de o corte atingir o músculo no mesmo sentido das fibras musculares é grande e, com isso, de o corte fechar-se imediatamente após a penetração da flecha, causando uma hemorragia interna no animal, o que além de prolongar o sofrimento do animal, dificulta em muito a localização do mesmo pois com quase nenhuma saída de sangue, fica difícil saber quais caminhos este percorrerá antes de cair.
Ainda, estas lâminas são as mais difíceis de serem ajustadas pois se não forem absolutamente centradas com o eixo da flecha, tendem a guiar a flecha fora da direção pretendida.
Como vantagem, além da maior penetração, são fáceis de serem fabricadas mesmo artesanalmente, a partir de um eixo ou virola e uma chapa de aço fino centrada neste.
Quase que exclusivamente estas broadheads trabalham com o corte no contato, isso é, a partir do primeiro contato com a pele do animal, estas já estão cortando as mesmas, o que é, sem dúvida, mais eficiente do que as pontas que perfuram primeiro antes de iniciar o corte.
Algumas broadhead’s atuais tem as lâminas vazadas (com um furo que a extravasa), o que faz com que estas tenham uma menor planagem e, com isso, interfiram menos na direção da flecha.

Broadhead’s de três lâminas fixas.
Assim como os de duas lâminas, também podem ser fabricadas a partir de estampagem e solda com uma precisão bem aceitável, apenas que, em vez de duas chapas soldadas, serão utilizadas três chapas soldadas em um ângulo de 120° uma em relação à outra. Outro processo é o de soldagem das lâminas a uma virola central a partir de processo “TIG”, para garantir menor efeito diapasão, esse processo sofre depois um re-trabalho em um torno para garantir que as abas das lâminas fiquem com o mesmo tamanho e formato a partir do seu eixo.
Como crítica a esse tipo de broadhead, tem o fato de ter uma menor penetração em relação ao de duas lâminas e um maior peso também comparado a estas.
Como vantagem existe o fato de um maior estrago de tecido e uma maior resistência ao impacto pois as lâminas cruzadas ajudam-se a resistir a um impacto com um osso pesado.

Broadhead’s de quatro lâminas fixas.

Basicamente, são idênticas as de três lâminas, apenas com a adição de uma lâmina. Alguns modelos são confeccionados a partir de duas chapas cruzadas e soldadas para maior resistência.
Como desvantagem, existe a maior resistência à penetração e o maior peso.
Como vantagem, temos o maior estrago de tecidos e a maior resistência ao impacto com objetos sólidos.

Broadhead’s de lâminas intercambiáveis.

São pontas que possuem as lâminas destacáveis através do desrosqueamento de um parafuso na base ou na ponta (ou ambos), o que permite que uma ou mais lâminas seja re-afiada ou mesmo trocada para o reaproveitamento do conjunto da virola. São muito populares desde que foram criadas pois permitem uma precisão muito grande de ajuste e os processos de fabricação não envolvem soldas, o que garante que o material não sofrerá deformações desde a sua confecção pela estampagem. As virolas são feitas quase que exclusivamente de alumínio duro, o que garante um menor peso ao conjunto.
As lâminas dessas pontas são quase que exclusivamente vazadas para um menor coeficiente de planagem.
Como crítica a esse tipo de broadhead, existe o fato de, a grande maioria destas pontas não ter o corte no contato pois tem que ter um anteparo na extremidade dianteira para servir de fixação às lâminas, que são presas por pressão da porca na extremidade traseira. Hoje já muito comum o tipo de ponta cinzelada, que a parte frontal da virola tem fresaduras que formam uma ponta que alem de aguda, cria bordas cortantes e torna todo o conjunto muito resistente ao impacto com ossos pesados, mas que diminui drasticamente a penetração em couro e tecido.
Como vantagens podemos observar a leveza do conjunto, uma vês que a virola é em alumínio e as lâminas são extremamente finas (0,6 até 0,4mm de espessura). Pode-se retirar as lâminas para a afiação ou mesmo trocá-las se necessário. São baratas e fáceis de ajustar com precisão.
As de quatro lâminas podem ser utilizadas com somente Duas, aumentando a penetração e diminuindo o peso.

Broadhead’s mecânicos.
(Lâminas rebatíveis à frente)

Um capítulo à parte na história do arqueirismo foi escrito a partir do desenvolvimento dessas pontas. Criadas com a finalidade de aumentar o diâmetro de corte das broadhead’s sem a tradicional perda de precisão inerente, estas pontas tiveram um início bastante conturbado. Inicialmente, tinham um raio de corte extremamente extenso e um ângulo final de abertura muito aberto, o que fazia com que matassem toda a velocidade da flecha logo nos primeiros instantes do impacto, diminuindo tão drasticamente a penetração que os animais atingidos fugiam com a flecha encravada em seus corpos mas que caiam logo em seguida pois estavam pouco profundas e, como as asas se fechavam ao serem puxadas e estes tendo as suas feridas cicatrizadas sobreviviam. Como toda grande idéia, nem sempre dá certo de início, os caçadores que utilizaram esses primeiros modelos de broadhead’s mecânicos criticaram-nos veementemente, e com a sua dose de razão. Ocorre que, “cada tamanho de anzol pega um tamanho de peixe”, estes broadhead’s não estavam sendo utilizados de forma adequada, então, um pequeno ajuste no design era requerido. Estes broadhead’s de lâminas abertas funcionavam muitíssimo bem em animais de pequeno porte e aves como os rápidos veados pronghorn’s e os perus selvagens. Com base em estudos mais aprofundados, desenvolveu-se novos formatos de lâminas com ângulos mais acentuados e, posteriormente broadhead’s que possuem uma outra lâmina afiada de pequeno diâmetro de corte na extremidade frontal com o objetivo de romper a pele dos animais antes das lâminas de corte entrarem em ação. Pronto, estava criado um dos mais eficientes sistemas de broadhead’s que já existiu. Com o seu perfil esbelto, com as lâminas de corte rebatidas para a frente, o coeficiente de planagem dessas broadhead’s é quase zero, com as lâminas frontais de corte no contato, a perfuração é muito rápida e com muito pouca perda de energia sinética e, com as lâminas traseiras entrando em ação, o diâmetro de corte é absolutamente eficiente.
Anteriormente com apenas duas lâminas rebatíveis, hoje existem as de três e até as de quatro lâminas, causando tanto estrago ao tecido quanto uma ponta fixa de quatro lâminas e a chance de encontrar uma artéria ou uma veia de grosso calibre no caminho é multiplicada.
Como crítica a este modelo podemos citar o peso pois todo este sistema requer peças que, embora minúsculas, tem que ser fabricadas com materiais de grande resistência e, resistência, é quase sempre sinônimo de peso.
Outro fator de importância relevante é o preço pois toda essa tecnologia (quase nanotecnologia eu diria), torna o produto um tanto quanto dispendioso em termos financeiros pois, toda a qualidade tem seu preço
Como vantagens, além da baixa resistência à planagem, fácil ajuste no eixo, temos o grande diâmetro de corte e, até mesmo, a facilidade no transporte pois acomodam-se muito bem uma ao lado da outra sem tocarem as lâminas de corte umas nas outras fazendo com que permaneçam afiadas mesmo quando colocadas nos quiver’s ou aljavas.

Broadhead’s mecânicos.
(Lâminas rebatíveis para trás)

Mais recentemente surgiram as lâminas que rebatem-se para trás da virola e, ao impacto, abrem-se em leque efetuando o corte. Este tipo de lâmina não requer um elástico ou uma borrachinha para prenderem-na em sua posição rebatida como as broadhead’s mecânicas rebatíveis à frente pois funcionam com o impacto da ponta que possui uma mola mantendo-a sempre na posição mais à frente. Quando ocorre o impacto, a ponta da virola é empurrada para trás, o que faz com que as lâminas também acompanhem o movimento e, quando isso ocorre, as lâminas deslizam sobre uma superfície em ângulo que força as “aletas” a abrirem-se alargando o diâmetro do corte.
Tenho certas restrições a esse tipo de pontas pois quando ocorre o primeiro impacto com o couro do animal, este é resistente e forçará as lâminas a abrirem-se, mas uma vês que a ponta penetre o couro e, desde que esta não encontre um osso, os órgãos vitais do animal tem menor resistência do que o couro, logo, a pressão sobre a ponta é menor do que a pressão sobre as lâminas e isso as forçará a fecharem-se, diminuindo o diâmetro de corte e causando um estrago menor em tecidos.
Ainda, no momento do impacto, antes da penetração, a ponta cede alguns milímetros antes de iniciar a perfuração, o que, sem dúvida, causa uma perda da energia cinética que, mesmo que pequena, mas existente.
A vantagem fica por conta do menor comprimento das virolas, uma vês que as lâminas de corte não precisam dar uma volta de quase 100° para ficarem na posição de corte.
Ainda, como as lâminas não ficam rebatidas à frente, também não tem contado da parte cortante com a virola, o que sem dúvida, mantém as lâminas mais afiadas.

Resumindo tudo.

Como podemos ver, cada ponta tem suas vantagens e desvantagens, o que garante que a escolha torne-se algo extremamente pessoal, baseado nas tendências de cada arqueiro.
Com essa pequena descrição, espero ter dado um pouco de subsídio para que os colegas arqueiros possam fazer as suas escolhas não somente baseados nos apelos promocionais de preço ou aparência de cada broadhead, mas também com um critério maior para adequá-la à situação em que pretende usar, garantindo que nenhum de nós tenha o desprazer de ver um animal atingido fugir com a flecha egastada, seja por esta ter planado para fora de um ponto vital ou por não se ter conseguido a penetração adequada.

Mais um lembrete.

As broadhead’s tendem a multiplicar os defeitos de ajustagem do arco.
Antes de atirar com broadhead's tenha a certeza de que o seu arco está perfeitamente ajustado. Faça o ajuste do rasgo na folha de papel, o ajuste do eixo desemplumado e todos os ajustes que conhecer que venham a ajudá-lo a conseguir um bom vôo da flecha.
Minimize os erros de ajuste e conseguirá ótimos agrupamentos com ou sem broadhead’s.
Bons tiros a todos
Voltar ao Topo Ir em baixo
Thiago.Cavalari



Mensagens : 118
Data de inscrição : 09/12/2010
Idade : 25
Localização : Curitiba

MensagemAssunto: Re: Quanto e de que forma as pontas influenciam na penetração da flecha   Ter Dez 28, 2010 1:48 am

ótimo topico, diria até que merece ser fixado, mas isso eh so com o calil Smile

_________________
Hoyt MT Sport ZR200
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
eschimidt



Mensagens : 2826
Data de inscrição : 24/11/2009
Idade : 54
Localização : Itirapina/SP

MensagemAssunto: Re: Quanto e de que forma as pontas influenciam na penetração da flecha   Ter Dez 28, 2010 7:57 am

tirou várias dúvidas..
muito bom, mesmo!!

_________________
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.][Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
--->TENPOINT Carbon Fusion CLS--->MicroShock Velox 160#--->AT44-10--->G25--->
Voltar ao Topo Ir em baixo
fabio carneloci



Mensagens : 2192
Data de inscrição : 24/09/2009
Idade : 32
Localização : araruna pr

MensagemAssunto: Re: Quanto e de que forma as pontas influenciam na penetração da flecha   Ter Dez 28, 2010 8:20 am

muito bom , mais só faltou as fotos de cada tipo de lamina .
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.arcoeaventura.com.br
Mamute-sc
General
General


Mensagens : 7330
Data de inscrição : 24/08/2010
Idade : 48
Localização : São Carlos - SP - Brasil

MensagemAssunto: Re: Quanto e de que forma as pontas influenciam na penetração da flecha   Ter Dez 28, 2010 9:53 am

excelente tópico, parabéns mais uma vez Sandro, também acho que deva ser fixado, mas como caça e coservação

vai ai uma ajuda com as fotos, mas como não entendo muito posso errar algumas, O Sandro que me corrija por favor

broadhead de 2 lâminas fixas
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.] [Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.] [Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

broadhead de 3 lâminas montáveis
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

broadhead de 3 lâminas fixas
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

broadhead de 4 lâminas montáveis
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

broadhead mecânico com as lâminas rebatíveis a frente (notem o elástico que prende as lâminas fechadas, as lâminas se abrem quando o elástico desenrola ou rompe, ao passar pelo couro do animal)
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

broadhead mecânico com as lâminas rebatíveis atrás, notem que não existe mais o elástico
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.] [Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

essas figuras mostram bem broadheads de ponta fixa, de pontas montáveis e de mecânica rebatível à frente (significa que as lâminas abrem da ponta da flecha para trás)
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


para mostrar que tem broadheads de todos os tipos e gostos vai ai uma seleção de imagens

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Voltar ao Topo Ir em baixo
Mamute-sc
General
General


Mensagens : 7330
Data de inscrição : 24/08/2010
Idade : 48
Localização : São Carlos - SP - Brasil

MensagemAssunto: Re: Quanto e de que forma as pontas influenciam na penetração da flecha   Ter Dez 28, 2010 10:52 am

agora que vi que o post está em discussão técnica, creio que deva ficar fixo aqui mesmo

para o pessoal entender melhor a ação dessas pontas, vai um vídeo com o teste de algumas num tambor, bem interessante

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Mamute-sc
General
General


Mensagens : 7330
Data de inscrição : 24/08/2010
Idade : 48
Localização : São Carlos - SP - Brasil

MensagemAssunto: Re: Quanto e de que forma as pontas influenciam na penetração da flecha   Ter Dez 28, 2010 10:57 am

mais testes de pontas

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Sandro



Mensagens : 463
Data de inscrição : 14/11/2010
Idade : 50
Localização : Naviraí - MS

MensagemAssunto: Valeu pessoal   Ter Dez 28, 2010 10:29 pm

Olha pessoal.
Quando escrevi este tópico, pretendia colocar fotos depois pois já era tarde e eu estava cansadérrimo mas o que ví aqui é que a galega realmente gostou e, mais ainda, interagiu.
Eu só tenho que agradecer e muito ao pessoal que participou e dizer que continue participando pois como ninguem é o dono da verdade e algumas das pontas que o pessoal postou aqui eu nunca havia visto antes portanto, também estou aprendendo e a cada vês que leio um tópico aqui, ganho muito com a experiência dos participantes.
Valeu de verdade.
Voltar ao Topo Ir em baixo
fabio carneloci



Mensagens : 2192
Data de inscrição : 24/09/2009
Idade : 32
Localização : araruna pr

MensagemAssunto: Re: Quanto e de que forma as pontas influenciam na penetração da flecha   Qua Dez 29, 2010 7:48 am

concerteza sandro , esse forum é uma escola aberta coju-qual todos somos os professores e os alunos .
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.arcoeaventura.com.br
Convidad
Convidado



MensagemAssunto: Re: Quanto e de que forma as pontas influenciam na penetração da flecha   Qui Dez 30, 2010 9:42 am

Muito bom Sandro, mais uma vez vc fez um topico deinteresse de todos,quanto mais conhecimento melhor,continui postando boas materias para nós.....
Abraço
Voltar ao Topo Ir em baixo
Pin



Mensagens : 165
Data de inscrição : 27/09/2010
Idade : 39
Localização : Lavras M.G.

MensagemAssunto: Re: Quanto e de que forma as pontas influenciam na penetração da flecha   Sab Jan 01, 2011 9:41 pm

Oi Sandro, mais um topico exelente como todos os outros que vc colocou p/ nos ajudar. Eu tenho BROADHEADS LIBERTY, SONIC, QUAD PRO e MAGUNS de 100 gr, e TROIKA de 125 gr.
E agora sei melhor quando e como usa-las e as caracteristicas de cada uma com ese topico, valeu, Pin.
Voltar ao Topo Ir em baixo
fernandorizzi



Mensagens : 633
Data de inscrição : 10/01/2012
Idade : 30
Localização : Bagé - RS

MensagemAssunto: Re: Quanto e de que forma as pontas influenciam na penetração da flecha   Qui Mar 01, 2012 10:59 am

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]



So para esclarecer , eu tenho Broadhead iguais a essas , e ela tambem sao presas com elastico , notem um anel de borracha preto um pouco acima da rosca !

att.!!

_________________
PSE Brute X 2012 70# 29'' Vendido
PSE Kingfisher 45# 28'' Vendido
Voltar ao Topo Ir em baixo
Skill



Mensagens : 456
Data de inscrição : 29/07/2011
Idade : 42
Localização : São José dos Campos

MensagemAssunto: Re: Quanto e de que forma as pontas influenciam na penetração da flecha   Qui Mar 01, 2012 11:27 am

Assisti uns videos, onde observa-se que o dependendo do angulo do alvo (dureza, etc) há dificuldade ou diminuição da penetração.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

_________________
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Daniel Crispim



Mensagens : 179
Data de inscrição : 18/11/2011
Localização : Manaus-Am

MensagemAssunto: Re: Quanto e de que forma as pontas influenciam na penetração da flecha   Qui Mar 01, 2012 11:57 am

Aqui mesmo no fórun tem um tópico escrito pelo Calil que mostra uns testes feitos em gelatina balística.
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Jhone



Mensagens : 77
Data de inscrição : 30/10/2011
Idade : 27
Localização : Vila Velha, Espirito Santo

MensagemAssunto: Re: Quanto e de que forma as pontas influenciam na penetração da flecha   Seg Mar 05, 2012 9:47 am

Muito bom mesmo o tópico
Voltar ao Topo Ir em baixo
TRC



Mensagens : 6248
Data de inscrição : 07/01/2012
Idade : 70
Localização : ItagçGo

MensagemAssunto: pontas   Seg Mar 05, 2012 3:06 pm

Parabéns pela matéria postada, Sandro e Mamute.
Muito boa explanação.

Trc
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Quanto e de que forma as pontas influenciam na penetração da flecha   Hoje à(s) 3:58 pm

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Quanto e de que forma as pontas influenciam na penetração da flecha
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» BUGGY EM FORMA DE SAPATO E BOLSA?
» Por quanto tempo você já esperou o seu NOVO FORD KA?
» Quanto Vale Seu Ford KA???
» pneus, o que eu faço?
» Quanto vale uma boa W113 (Pagoda)?

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
ARCO BRASIL :: Discussão Técnica-
Ir para: