ARCO BRASIL
Atenção seguir as regras abaixo para comprar ou vender no fórum. Quem não seguir as regras será banido, tera os IPs bloqueados e tópico deletado. Sem exceção à regra!

Leia as regras no tópico abaixo:

http://www.arcobrasil.com/t42-regras-basicas-leia-com-atencao-antes-de-postar-um-topico
ARCO BRASIL

Fórum sobre Arco e Flecha (e tudo que for relacionado ao tema) para reunir todos os entusiastas deste esporte seja para competição ou lazer.
 
InícioCalendárioFAQMembrosRegistrar-seLogin

Compartilhe | 
 

 Como escolher arcos compostos pela primeira vês

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Sandro



Mensagens : 463
Data de inscrição : 14/11/2010
Idade : 50
Localização : Naviraí - MS

MensagemAssunto: Como escolher arcos compostos pela primeira vês   Sab Nov 27, 2010 4:19 am

Olá pessoal. Como tem muita gente perdida como eu fiquei a algum tempo atras, vou postar uma matéria sobre a compra de arcos para iniciantes.
este texto vai ajudar aos colegas e perceber alguns detalhes que podem fazer a diferença entre um arqueiro feliz e uma pessoa que vai ter trabalho para conseguir bons agrupamentos.

GUIA DE COMPRA PARA ARCOS

SOLO, DUPLO, REFLEX E DEFLEX: COMPREENDA OS TERMOS QUE LHE AJUDARÃO SELECIONAR O ARCO CERTO PARA VOCÊ.

Seu arco atual foi projetado e construído durante da administração militar? Você cansou de ouvir conversas sobre os benefícios de “cames solo” contra “cames duplas”, “reflex” contra “deflex”. E depois da conversa dos colegas sobre os benefícios?
A um ditado sobre isso: Se você nao stá contente com o desempenho do seu arco, ou comece a examinar as vantagens de um equipamento novo agora ou terá uma estação de caça muito longa.

A SELEÇÃO DA CAME

Muito foi escrito sobre cames (ou roldanas) todos os anos. Os diferentes estilos são numerosos, as formas e as características individuais, mas podem geralmente ser estreitados para quatro tipos distintos: as roldanas redondas, as cames macias, cames duras e cames solo. Cada uma tem seu próprio jogo de características que ditam suas melhores aplicações.

Se você analisar as diferentes características de calibração nos termos da velocidade, é fácil perceber mais rapidamente os diferenciais (roda redonda, came macia, came dura e came solo), mas isto diz respeito somente à parte da história. Outros fatores além da velocidade são, conforto, manobrabilidade, silêncio e precisão que fazem um arqueiro escolher uma came particular sobre outras.

As rodas redondas são as mais lentas de todas as cames, mas são utilizadas ainda hoje por uma razão; são as mais precisas e confortáveis de todas as cames e trabalham extremamente bem para atiradores manuais. São razoavelmente silenciosas, vibram muito pouco e são fáceis de ajustar. Na maioria dos casos sua velocidade é lenta, mas a precisão os alguns dos favoritos para atiradores de competição a distâncias fixas, mas falham na popularidade com os caçadores devido a sua trajetória curta.

As “Soft cams” (cames macias) são superiores às roldanas excêntricas redondas, por isso muitos caçadores optam por elas. Possuem muitas das vantagens de uma excêntrica redonda, mas geram bastante velocidade para fazê-las adequadas para muitas aplicações de caça. São ainda silenciosas, estando relativamente bem ajustados e são confortáveis mesmo para atiradores manuais.

As “Hard cams” (cames duras) são as mais rápidas das cames duplas. Criam velocidades de empolar as flechas. Têm diversas desvantagens principais para o caçador. Primeiramente, são mais duras ao sustento na posição de tiro do que algumas das outras cames, devido a sua propensão a esticar as cordas e cabos. Podem também, ser altas, e necessitam ser lubrificadas consideravelmente. São, ainda, mais duras de disparar com precisão e menos confortáveis. Entretanto se você for um arqueiro perito, e aprecie ajustar um arco, a velocidade pode compensar toda a inconveniência requerida pela atenção ocasional.

As “One cams” (cames solo ou cames únicas) são a menina dos olhos de Matt McPherson, e eram primeiramente vistas em arcos da Mathew. Essencialmente, são uma única came dura combinada a uma roda redonda que serve de tensor. Sua popularidade foi tal de sucesso, que virtualmente cada fabricante de arcos produz hoje vários modelos de arcos com ela. São também, muito fáceis de ajustar, desde que há somente uma came. São, ainda, extremamente silenciosas e, tão rápidas quanto qualquer came dupla do mercado.


OS PROS E OS CONTRAS DAS CAMES, AJUSTABILIDADE DE REDUÇÃO

Não obstante que tipo de came você acha que trabalha melhor para você, há diversas coisas para se prestar atenção ao selecionar o modelo exato de arco-came. A maioria dos arcos de hoje são ajustáveis quanto ao comprimento da tração, mas como são ajustáveis e, com que grau de dificuldade, são duas perguntas importantes que necessitam ser respondidas. É sempre bom ter seu comprimento de tração medido antes de comprar um arco, mas se você mudar seu estilo de disparo ou crescer um bocado (no caso de um adolescente) o ajuste do comprimento da tração torna-se imperativo. Redução é uma outra função da came que necessite ser compreendida para “costurar” eficazmente um arco à suas necessidades.

Redução é expresso em porcentagem e em muitos dos arcos de hoje, é ajustável entre os parâmetros da necessidade do arqueiro (65%-80%). Para o match simples, vamos supor que você tem um arco de 100 libras (45,35kg) (não realística, mas simples, justo). No peso “peak”, você terá que puxá-lo 100-pounds (45,35kg) mas depois que as cames são acionadas e caem na redução (ou let off) você, estará segurando 35 libras (15,87kg) com uma came de 65%; ou com uma came de 80%, você somente estaria segurando 20 libras (9,07kg). Diferentes estados Norte Americanos tem diferentes regulamentos quanto à porcentagem de redução permitidas para caça. Entretanto, se você for um caçador de troféus ou esportista e for fazer uma visita ao pais do Tio Sam com esta finalidade, se você pensar que você pode ter uma possibilidade de encontrar um troféu, você deve utilizar cames com 65% de redução se você quiser ter o reconhecimento nos livros record. Para que o troféu seja elegível para seu lugar apropriado de honra nos livros “Record” de Pope & Young de arqueirismo, a máxima redução reservada é 65%.

ENPUNHADURAS

As enpunhaduras (a peça do punho do arco) vêm em formas, em projetos e em materiais diferentes. Sua construção e projeto influenciam extremamente o preço, a função e o desempenho do arco.

Como cames, têm muitas diferenças, mas os três estilos principais são “reflex”, “deflex” e em linha reta. As empunhaduras “reflex” são percebidos facilmente enquanto se curvam para o lado oposto da curvatura natural das lâminas. Este projeto produz velocidades mais rápidas enquanto reduz a altura da cinta (distância entre a corda no descanso e o centro da empunhadura) do arco.

As empunhaduras “Deflex” são o oposto exato de um reflex. Em vez de curvar-se afastado as lâminas, seguem a curvatura das mesmas. Isto aumenta a altura da cinta e cria uma velocidade mais lenta da seta mas é mais confortável ao tiro e é geralmente mais preciso para atiradores (especialmente para um atirador com ergonomia menos do que perfeita).

As empunhaduras retas caem em algum lugar no centro, (são tecnicamente uma empunhadura “reflex”, apenas muito menos assim do que alguns dos “reflex’s” mais radicais no mercado). São razoavelmente rápidos, confortáveis e conseqüentemente podem ser encontrados em muitos arcos atuais da caça em produção.

A construção material de uma empunhadura afeta o custo, o peso e o tamanho do aperto (diâmetro do punho onde o arqueiro segura o arco ou...aperto), mas não afeta realmente o desempenho, a precisão e a longevidade do arco. Há três maneiras básicas em que as empunhaduras são construídas; molde (alumínio, magnésio), feitas à máquina (alumínio) e, mais recentemente, as de fibra de carbono fundidas a laser, mas não são tão comuns quanto os dois métodos/materiais anteriormente mencionados.

As empunhaduras de molde são tão fortes, precisas e confiáveis quanto as feitas à máquina e podem ser obtidas a uma fração do custo das mesmas. A única desvantagem está no tamanho e no peso. De modo geral, as empunhaduras de molde são mais grossas na seção do aperto e, mais pesadas, portanto, do que as feitas à máquina.

As empunhaduras feitas à máquina são as mais leves (para o alumínio) de todas as empunhaduras e têm uma espessura menor que tende a servir para a maioria das mãos melhor do que uma empunhadura moldada, mas são também mais caras de se produzir.

As empunhaduras de fibra de carbono são as mais leves de todas, mas estão no alto da escala de preço. Entretanto, se o peso for o interesse principal em uma caçada árdua, faça uma análize de equipamentos com este material e perceberá que realmente tem um peso menor e a resistência aumentada.

AVALIAÇÃO DA VELOCIDADE, “IBO” CONTRA “AMO”.

Lá se foram muitos anos recentes de confusão sobre velocidades do arco, os fabricantes todos mostram os pontos de superioridade nas cartas de velocidade. Em uma tentativa de manter a um nível elevado os campos de tiro e de dar aos consumidores uma base para a comparação, dois métodos de avaliação diferentes foram adaptados. O IBO “International Bowhunters Organization” (organização internacional de Caçadores com arco) e o AMO “Archery Manufacturers Organization” (Organização dos Fabricantes dos Arcos) são os dois padrões usados para comparar a velocidade. Os dois padrões diferem-se drasticamente entre si.

A velocidade AMO é figurada usando um arco ajustado acima de 60 libras no peso de tração, 30 polegadas de comprimento da tração e de usar uma flecha de 540 grain’s (35,1g) de peso e foi a primeira forma que os fabricantes de arco encontraram para registrar as velocodades dos seus equipamentos.

A velocidade IBO é figurada usando uma flecha que pese 5 grain’s para cada libra do peso de tração do arco. Exemplo: Um arco tem 70 libras de peso de tração (70x5) a seta deve pesar 350 grain’s (22,75g). Mas atenção, esta configuração somente é usada para se medir a velocidade máxima que um arco pode alcançar e não deve ser utilizada no dia a dia de competidores ou caçadores pois todas as empresas recomendam um mínimo de 6 grains por libra de potência do arco para as flechas (arco de 70lbs/flechas de 420grains minimos de peso de flecha). Entretanto, competidores de tiro 3-D sempre extrapolam essa medida pois um arco que dispare uma flecha leve e rápida terá uma trajetória mais tensa e, portanto, menos ajustes na regulagem da mira são requeridos e um menor problema com possíveis estimativa de distâncias.

Um aparte eu devo inserir neste ponto e alertar os incautos que quiserem exagerar nas diminuições de peso das flechas. Embora a grande maioria dos arcos de hoje em dia sejam de lâminas bipartidas ou 4x4, e nesses arcos esse problema seja menos crítico, mas arcos disparando flechas com peso de 4,5 a 5 grains por libra de potência do arco, apresentaram fratura das lâminas. Estas fraturas aconteciam normalmente no vão da forquilha dos garfos da extremidade das lâminas e, às veses, chegando a partir estes garfos, em outros houve a ruptura das cordas. isso ocorre em virtude da velocidade aumentada das cordas e a extrema vibração que ficam sujeitados todos os componentes do arco, tais como corda, mira, rest, quiver, lâminas e empunhadura etc.

Como você pode ver, o sistema da avaliação é drasticamente diferente para cada método, que explica a propagação larga entre velocidades do AMO e do IBO. O IBO está usando um peso mais elevado da tração, um peso drasticamente reduzido da flecha (comparado ao AMO) e um comprimento fechado da tração (uns comprimentos mais longos de tração se traduzem em maior velocidade). Desde que muitos arqueiros têm "necessidade por uma ata velocidade", é óbvio porque os fabricantes de arco escolhem anunciar as velocidades IBO de seus arcos, mas para a melhor comparação o AMO é um teste mais consistente do litmus.

Que arco serve para você que quer selecionar o arco corretamente é uma coisa pessoal, e a decisão dependerá muito do que você estará fazendo com ele. Antes que você comece se estreitar nas seleções, pergunte-se primeiramente - você caçará de um treestand (Giral)? Caça em terra? Como “Big Game” (grande jogo) é você que vai perseguir? Em que distância o tiro médio será feito? Quanto peso você pode eficazmente segurar? Como você é como arqueiro (honestamente)?

Somente depois que você responder todas estas perguntas você pode eficazmente se estreitar na seleção do arco. Como um exemplo, analize meu amigo Carlos. Tem 1,82m de altura. Disparou em um arco um bocado, mas esta será sua primeira compra de arco. Está indo caçar quase exclusivamente de um stand (giral) de árvore, mas quer analizar as possibilidades para uma caçada de perseguição em locais montanhosos. Que arco trabalharia melhor para suas necessidades.

Para começar, está necessitando um arco fácil de disparar. Sendo seu primeiro arco, terá um arco de aprendizagem e completamente confortável, o melhor; entretanto necessita ainda poder, velocidade relativa e preferivelmente, um pacote pequeno, de pouco peso. Os arcos, como a maioria das coisas na vida, são umas séries de acordos. Para começar a velocidade, você aumenta freqüentemente o ruído. A precisão geralmente diminui com os tamanhos compactos (especificamente são duros de disparar bem) - mas é uma vantagem grande aos caçadores de giral em árvore.

O que o Carlos necessita é o melhor de todos os mundos, com tão pouco comércio fora dos EUA, como isto é possível. Eu recomendaria (em linha reta) um projeto de empunhadura “reflex”, acoplado com uma came solo ou uma destas novas dual-cams. Necessitaria o poder de um arco de 70-libras para grandes distâncias, mas poderia ajustá-lo para descer aos 60 lbs para a praticada da caça de stands. Um comprimento curto de eixo-à-eixo seria agradável para a caça em giral em árvore e carregar acima dos montes mais íngremes, mas não é o necessário com relação à precisão e a velocidade (especial para a caça andando e stalking de animais de grande porte). Se puder ter recursos, eu escolheria ter um modelo feito à máquina com menos excesso na empunhadura, para começar a secção de aperto menor e o peso mais leve. Agora que nós nos estreitamos nos traços desejados, diversos arcos podem caber neste critério. Agora é até o tipo do estilo, do preço e do nome.
Como você pode ver, compreendendo as características diferentes de um arco e aplicando as a suas condições e necessidade específica da caça, selecionar o arco certo para o trabalho não é aquela dificuldade.
Espero que estes poucos conselhos consigam fazer alguns colegas entender certos termos e elementos da arqueria moderna.
Abraços a todos.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Mamute-sc
General
General


Mensagens : 7330
Data de inscrição : 24/08/2010
Idade : 48
Localização : São Carlos - SP - Brasil

MensagemAssunto: Re: Como escolher arcos compostos pela primeira vês   Sab Nov 27, 2010 11:21 pm

valeu pela explanção Sandro, mesmo lendo muito a gente sempre aprende mais alguma coisa com esses trabalhos, obrigado
Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidad
Convidado



MensagemAssunto: Re: Como escolher arcos compostos pela primeira vês   Qui Dez 09, 2010 4:20 pm

Legal o que vc postou, acho q toda informação é válida.
Abraço
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Como escolher arcos compostos pela primeira vês   Hoje à(s) 8:08 pm

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Como escolher arcos compostos pela primeira vês
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Como escolher um cão numa ninhada
» Como escolher o volante pela internet
» Como escolher uma jaqueta apropriada.
» Motoboy saindo pela primeira vez de carro
» of set das rodas. qual escolher?

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
ARCO BRASIL :: Discussão Técnica-
Ir para: