ARCO BRASIL
Atenção seguir as regras abaixo para comprar ou vender no fórum. Quem não seguir as regras será banido, tera os IPs bloqueados e tópico deletado. Sem exceção à regra!

Leia as regras no tópico abaixo:

http://www.arcobrasil.com/t42-regras-basicas-leia-com-atencao-antes-de-postar-um-topico
ARCO BRASIL

Fórum sobre Arco e Flecha (e tudo que for relacionado ao tema) para reunir todos os entusiastas deste esporte seja para competição ou lazer.
 
InícioCalendárioFAQMembrosRegistrar-seLogin

Compartilhe | 
 

 Esportistas armados do Pan abrem fogo contra o preconceito

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
jorge_wiendl



Mensagens : 2381
Data de inscrição : 25/08/2009
Localização : Piracicaba/SP

MensagemAssunto: Esportistas armados do Pan abrem fogo contra o preconceito   Sex Out 21, 2011 1:25 pm

Esportistas armados do Pan abrem fogo contra o preconceito

Equipes brasileira e americana de tiro esportivo e tiro com arco consideram absurda a relação do esporte com violência


Marcel Rizzo e Vicente Seda, enviados iG a Guadalajara | 21/10/2011 08:38

Esportistas armados do Pan abrem fogo contra o preconceito

Equipes brasileira e americana de tiro esportivo e tiro com arco consideram absurda a relação do esporte com violência


Entre as dezenas de modalidades no programa dos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara, duas em especial lutam contra o preconceito de quem tem pouca intimidade com o assunto. Pelos menos esta é a opinião dos chefes de equipe e dos atletas que defendem o Brasil nos esportes que incluem o uso de armas: o tiro esportivo, que até esta quinta-feira rendeu cinco medalhas para o país, e o tiro com arco.

Posted Image
Foto: Getty Images Ampliar

Luiz Fernando Graça conquista o bronze na fossa olímpica dublê

Não é de se estranhar. Disparos com munição real assustam, ainda mais quando partem de uma espingarda calibre 12. O barulho é ensurdecedor. Mas basta um olhar mais cuidadoso para perceber que os instrumentos de competição pouco têm a ver com as ferramentas do crime.
Chefe de equipe do Brasil e ex-atleta do tiro com pistola, Ricardo Brenck admite que existe o preconceito e afirma que o motivo é a ignorância. “O nosso instrumento de trabalho é parecido com o de atos de violência. Mas, se for observar, usamos calibre 12 e 22, além do chumbinho, que não tem restrições. Esses calibres dificilmente seriam usados no crime, especialmente o 22”, disse, mostrando à reportagem do iG o treino de tiros de carabina, que praticamente não fazem barulho. “Não serviriam nem para assustar”, brinca.

Outro constrangimento é na hora de desembaraçar as armas de competição nas alfândegas mundo afora. “Demoramos quatro horas para conseguir retirar as armas aqui no México, mesmo com o Pan. A munição foi comprada aqui, mas isso por causa do peso que as companhias aéreas não aliviam”, conta. “É comum ouvirmos brincadeira como: ‘Nossa, você é atirador! Então se apontar, acerta no olho!’. Quando é que um esportista apontaria uma arma para alguém? Isso não existe”.
Brasileiro com vaga garantida nas Olimpíadas de Londres, em 2012, Filipe Fuzaro fez referência ao assassinato de crianças em uma escola em Realengo, no Rio, e também culpou a mídia pelo preconceito. “A forma de divulgar a notícia muitas vezes é errada. Dizem que um atirador matou crianças, mas o cara nunca foi atirador, é um assassino. A gente lida com essas coisas como brincadeira quando é brincadeira.”



Posted Image Posted Image Posted Image Posted Image Posted Image Posted Image




Posted Image


Ana Luiza Ferrão demonstrou pontaria calibrada - Foto: Wander Roberto/Inovafoto/COB


Em um país onde a lei para o armamento de cidadãos, pela própria cultura nacional, é bem mais permissiva do que no Brasil, o chefe da equipe de tiro americana, Robert William, também considerou absurdo relacionar as armas de competição à violência.
“Seria como comparar um canhão com um estilingue. Então tem de associar o beisebol à violência também, o indivíduo pode rachar a cabeça de outro com o taco. Não é assim. Notou algum desentendimento aqui (na área de competição)? Isso é esporte. A maioria dos nosso atiradores são estudantes dedicados. O nível de educação é alto. Para ser muito bom, é preciso ter um excelente controle mental”, destaca.

Segundo William, boa parte dos membros da equipe gosta de caçar, mas a introdução no esporte acontece através dos próprios pais. “Normalmente começam quando o pai os leva a um clube de tiro, para ensinar defesa pessoal, e acabam gostando e se dedicando”.

*


* No tiro com arco também há preconceito por ser considerado um esporte que pode ter acidentes. Rubens Terra Neto, chefe da delegação brasileira da modalidade em Guadalajara, contou ao iG que eles têm acesso facilitado somente em clubes militares. “Temos que dividir o campo sempre com o futebol no clube, então você imagina como é difícil. Muitos lugares não abrem a porta imaginando que possa acontecer um acidente, por causa da flecha. Os militares não, eles ajudam e temos treinado bastante em clubes militares”, disse Neto.

Neto contou que há muito tempo não ocorre um acidente no Brasil. Os tiros são dados do lado contrário da arquibancada – no estádio exclusivo do esporte no México há um paredão atrás. Acidentes acontecem, segundo ele, de duas maneiras: ou o arco quebra antes do tiro, causando alguma lesão no atleta, ou o competidor vai retirar a flecha do alvo e acaba se espetando.


“É raro. O esporte é seguro, mas sofremos com esse preconceito”, completou

Fonte: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

_________________
Nunca tive um hoyt por causa do som de violão desafinado na chuva sendo tocado por um gato manco no cio!

I walk through the valley of the shadow of death, I will fear no evil because I am the baddest motherfucker in the goddamn valley!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Fly
Hunter
Hunter


Mensagens : 2359
Data de inscrição : 10/08/2011
Idade : 45
Localização : Içara - Santa Catarina - Sul do Mundo

MensagemAssunto: Re: Esportistas armados do Pan abrem fogo contra o preconceito   Sex Out 21, 2011 2:28 pm

Tenho nojo de pessoas preconceituoasas.

pessoas tem preconceitos com quem anda de bicicleta, com quem atira, com quem voa, com quem surfa, anda de skate....

mentes fechadas que não funcionam.

se isto é preconceito, também tenho nojo de mim.

abcs

Fly
Voltar ao Topo Ir em baixo
SujoO



Mensagens : 886
Data de inscrição : 17/08/2010
Idade : 48
Localização : Taubaté - SP

MensagemAssunto: Re: Esportistas armados do Pan abrem fogo contra o preconceito   Sex Out 21, 2011 2:40 pm

Como diria o "Tião Macalé": NOJENTO!!! Very Happy Very Happy Very Happy Very Happy

_________________
Arco PSE DRIVE 65#
Arco recurvo Firefox Higlander 45#
Balestra MXB DAGGER 220#
Hatsan AT 44 - 10 5.5mm
Cometa 220 5.5 mm

LEMBRE-SE: "Segurança em primeiro lugar, evite acidentes."

"Acidentes não acontecem, eles são causados"
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Esportistas armados do Pan abrem fogo contra o preconceito   Hoje à(s) 1:51 am

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Esportistas armados do Pan abrem fogo contra o preconceito
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» contra-esterço
» 110 000 Protestam contra inspecções
» Moimenta da Beira – Detido por furto de arma de fogo
» Previna sua moto ! Seguro e dicas contra roubo.
» Contra Esterço

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
ARCO BRASIL :: Discussão Geral-
Ir para: