ARCO BRASIL
Atenção seguir as regras abaixo para comprar ou vender no fórum. Quem não seguir as regras será banido, tera os IPs bloqueados e tópico deletado. Sem exceção à regra!

Leia as regras no tópico abaixo:

http://www.arcobrasil.com/t42-regras-basicas-leia-com-atencao-antes-de-postar-um-topico
ARCO BRASIL

Fórum sobre Arco e Flecha (e tudo que for relacionado ao tema) para reunir todos os entusiastas deste esporte seja para competição ou lazer.
 
InícioCalendárioFAQMembrosRegistrar-seLogin

Compartilhe | 
 

 EVOLUÃO DA TÉCNICA DE PRODUÇÃO DE ARCOS NACIONAIS - Breve Reflexão

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
SanchoVJR



Mensagens : 2767
Data de inscrição : 07/04/2011
Idade : 27
Localização : Teresina - PI

MensagemAssunto: EVOLUÃO DA TÉCNICA DE PRODUÇÃO DE ARCOS NACIONAIS - Breve Reflexão   Sex Abr 22, 2011 6:18 pm

Meus Nobres,

Observei que muitos tópicos estão/foram criados para discutir a qualidade dos Arcos Nacionais, então me ocorreu o seguinte :

Acho que todos aqui já tiveram o interesse de buscar no google algum "How to Make"(como fazer) e se o fizeram, muito provavelmente se depararam com os vídeos do Arcosfacus. (http://www.youtube.com/user/arcosfacus)

Assistindo à estes vídeos vocês poderão notar algumas peculiaridades, assim que assistirem por favor respondam a si mesmos as seguintes perguntas:

Que tipos de arcos ele produz?

Que materiais ele usa?

Como é feito o processo de construção de seus arcos?

Quantos trabalham na produção destes arcos?

Por que ele não faz arcos compostos?

Acho que na AMÉRICA LATINA nós não estamos prontos para produzir bons arcos compostos, é fato conhecido por todos que não temos o investimento necessário, nem mesmo temos consciência necessária, imaginem o caos que seria um monte de moleques usando super arcos tipo The General, Z7, enfim... 1 mês com a venda de arcos liberada, começariam um projeto de lei para restringir o uso de arcos, por conta do mal uso dos mesmos, se a indústria sobrevivesse depois da referida lei teríamos um possível crescimento no esporte, mas possivelmente não sobreviveria pois o Brasil enfim ainda será o Brasil, não que eu não ache que os arcos são um brinquedo com potencial merdacional altíssimo, mas que com toda certeza a lei será bem mais rígida do que o necessário.

Mas enfim, voltando ao foco.

Vamos analisar de forma bem resumida a evolução do arco:

1° tivemos os arcos comuns (Long Bows) usados por indígenas em todo o mundo, tribos africanas e etc.

2° surgiram os arcos recurvos, feitos com peças inteiriças de madeira, tendões de animais, couro, etc.

3° começaram a usar materiais sintéticos ao invés dos anteriormente utilizados para fabricação dos arcos recurvos.

4° começa a era dos arcos compostos, que foi evoluindo, evoluindo e evoluindo, até chegar ao que temos hoje, enquanto antigamente eram necessárias 4 flechadas para se abatr um urso (por exemplo) hoje, um cara comum, como eu e você, com um treino básico em um composto bom, consegue derrubar-lo em apenas um tiro.

Eu penso, que o Brasil pode produzir arcos com qualidade, porém não estou falando dos compostos, estou falando dos que figuram na 3ª fase da linha evolutiva apresentada anteriormente.

Se começássemos a produzir nossos próprios arcos, compartilhar nossas experiências e evoluir com elas, poderíamos comercializar (sem fins lucrativos) nossos arquinhos recurvos, que iriam para as mãos de novos arqueiros, que expandiriam e difundiriam o nosso esporte, e com isso atrairia investimentos, com isso algum bacana compraria as máquinas necessárias para a produção e ou algum gringo esperto traria uma fábrica para monopolizar o comércio brasileiro, outros viriam, fariam o mesmo e dai então teríamos arcos brasileiros ou pelo menos, feitos no território nacional.

Quando falamos de meio ambiente, temos uma frase que é muito usada, e ligada ao princípio da ubiquidade, ela reza o seguinte, "Agir de forma local, para repercutir de forma global", seguindo essa lógica, vamos uni-la as lições que aprendemos sobre o mercado;

Quem controla o mercado?
R- Os compradores.

O que é necessário para que existam compradores?
R- Propaganda.

O que aconteceu quando o Brasil começou a comprar os Ipods / Ipads / Ipicas / Androides... enfim, videogames, computadores, (...) Os vendedores internacionais vieram para o Brasil e agora já falam de instalar uma fábrica da Apple no Brasil. Não fazem nem 5 anos que temos Ipods...

Não adianta reclamarmos sem nos mobilizar para mudar, estamos falando de um esporte onde até os projéteis são caros, vamos focar no que podemos fazer, criar a consciência, educar aqueles que nos procurarem, e ensinar a ética da arquearia, por que isso é o necessário para que consigamos fazer o que queremos.

Estou a algum tempo pesquisando como fazer meu próprio arco recurvo, e até o momento, o mais difícil pra mim está sendo arrumar tempo e um lugar onde eu disponha de todo o material necessário, gente garanto que existe tutorial para fazer belos arcos recurvos, que com toda certeza vão chamar muita atenção.

Observem que não é necessário sermos um Fred Bear para fazermos nossos próprios arcos, só precisamos de vontade, pensem que os índios faziam isso sem ter furadeiras, lixadeiras, brocas especiais, máquinas de vapor (pra envergar as lâminas de madeira), forno de secagem...

O Brasil tem sim solução, se a população acordasse, pode ter certeza que tudo mudaria, os políticos são um reflexo do que somos, se eles estão lá fomos nós que os colocamos, então paremos de reclamar e comecemos a trabalhar, por que do jeito que está, o país nunca vai mudar.

Vamos sacrificar um pouco da nossa ambição individual em prol de uma ambição social, ambição de justiça e evolução.

Se a melhor coisa do mundo fosse ser americano, não existia turismo nas outras partes do mundo. Vamos parar de nos desvalorizar, e também parar de tratar as exessões como regra, se Lex e Velox não conseguiram evoluir na técnica, foi por que tentaram atingir o sol usando asas de cera, ignoraram todos os conceitos de evolução e quiseram começar do fim, fazendo tudo em seu tempo, conseguiremos atingir patamares que hoje parecem muito distantes.

Finalizo aqui minha reflexão, com um pedido desesperado de mudança, que deixemos de lado o nossa cobiça e comecemos a tratar o esporte como deve ser tratado "na esportiva", Façamos nossos arcos e vendamos a preços que dêem lucros relativos aos materiais, esforço e tempo despendido para a produção dos mesmos, se o público não se sentir enganado, nunca ficará revoltado.

Att,

VictorJRod
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.sobrevivencialismo.com
Lincoln



Mensagens : 5965
Data de inscrição : 24/03/2011
Idade : 36
Localização : Campina Grande - PB

MensagemAssunto: Re: EVOLUÃO DA TÉCNICA DE PRODUÇÃO DE ARCOS NACIONAIS - Breve Reflexão   Sex Abr 22, 2011 11:33 pm

Nós fazemos aviões que competem no mercado europeu e americano. Nós temos todos os recordes de perfuração de poços de petróleo em águas profundas. Então não é por falta de tecnologia que não fazemos arcos compostos. Na verdade bastaria eu contratar um engenheiro pra fazer o projeto em CAD, mandaria fresar os risers e as cams numa máquina CNC, e mandaria extrudar os limbs e etc. Mas não valeria a pena o investimento. Não se fabricam arcos top aqui porque não temos um mercado consumidor. O tiro com arco não é um esporte popular no Brasil. Outro fator é que a caça é proibido aqui. Nos EUA tem temporada de caça com arco, em alguns locais nem balestra é permitido. É um mercado imenso, e todo ano tem lançamento de novos produtos com novas tecnologias. Duvido muito que o arco fosse tão popular nos EUA se eles só pudessem praticar target.

Respondendo as questões sobre os vídeos:

Que tipos de arcos ele produz?
Recurvos e longbows laminados em madeira e fibra de vidro.
Que materiais ele usa?
Madeira, fibra de vidro e resina epoxi
Como é feito o processo de construção de seus arcos?
Processo de laminação em fibra de vidro com núcleo de madeira. Construção semelhante aos composite usados na aviação. Faço um no meu apartamento se quiser.
Quantos trabalham na produção destes arcos?
Não vi todos os vídeos, mas vai depender da quantidade de clientes que ele atende.
Por que ele não faz arcos compostos?
Porque os clientes dele querem recurvos e longbows. Se quisessem compostos, comprariam os top americanos.

Não é difícil fazer arcos compostos, mas pra ter a mesma qualidade dos arcos americanos é preciso produzir em escala industrial, pois os processos utilizados sairiam muito caro pra produzir apenas meia dúzia. Você pode construir uma carroça de madeira muito boa no fundo de quintal, mas se fosse construir um carro com ABS, injeção, suspensão ativa, etc sairia muito caro. A tecnologia dos recurvos laminados vem da década de 1930, e é bem acessível. Qualquer um pode comprar tecidos, rovers e resinas. Mas tente comprar uma fresa CNC...

Quanto a cruzada para a popularização do esporte no Brasil, acho uma iniciativa interessante. Mas ninguém vai produzir arcos de graça. Seria melhor comprar da China. O Velox modelo Curumim sai por R$150,00. Eu não conseguiria fazer por menos que isso. Também não é por falta de arco barato que o esporte não é popular. Pra jogar rugby é preciso apenas de uma bola oval, e quase ninguém joga aqui. O lance é mais cultural. Pro arco ser popular é preciso que esteja na cabeça das pessoas, é preciso aparecer na TV. Um campeão olímpico brasileiro, por exemplo, mudaria tudo. Assim como a popularidade do tennis explodiu quando o Guga venceu o aberto da França. Escolas e clubes de tiro em todos os estados também ajudariam. Depende de muitos fatores, principalmente o acaso.


_________________
``Ever tried. Ever failed. No matter. Try again. Fail again. Fail better.'' [S. Beckett]
Voltar ao Topo Ir em baixo
SanchoVJR



Mensagens : 2767
Data de inscrição : 07/04/2011
Idade : 27
Localização : Teresina - PI

MensagemAssunto: Re: EVOLUÃO DA TÉCNICA DE PRODUÇÃO DE ARCOS NACIONAIS - Breve Reflexão   Sab Abr 23, 2011 12:03 am

Bem, cada um com sua ótica, eu por exemplo facilito as coisas, mas tenho tendência de olhar tudo de forma negativa... quando me falaram de rugby eu achava engraçado e sem noção, violento de mais e tal, dai eu estava pesando 137kgs e um amigo me chamou pra jogar, comecei no time e nem conseguia correr direito, agora peso 95kgs corro 45min na areia fofa toda quinta feira e se qualquer pessoa me perguntar um esporte para praticar, eu indico o rugby.

por que isso não pode acontecer com o arco também? =p

já tinha dito pro calil, assim que eu conseguir meu arquinho lindo, vou separar uma parcela do meu salário para comprar arcos recurvos que se adaptem a maior parte das pessoas, e vou chamar alguns amigos pro meu sítio, para atirarem um pouquinho, se eles gostarem, espalham a palavra, e aparecem novos pretensos arqueiros, e assim vamos crescendo, assim como foi o rugby.

lugar para treinar eles vão ter, o que não falta no meu sítio é espaço, tudo bem arborizado e sem grande aglomerado populacional por perto, nada de paredes para destruir flechas, vai ficar perfeito. *-*

Deus queira que saia um campeão aqui do PI. Enquanto isso vou tentar fazer minha parte, temos muita habilidade no sangue, pra desperdiçar por falta de incentivo.
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.sobrevivencialismo.com
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: EVOLUÃO DA TÉCNICA DE PRODUÇÃO DE ARCOS NACIONAIS - Breve Reflexão   Hoje à(s) 8:14 pm

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
EVOLUÃO DA TÉCNICA DE PRODUÇÃO DE ARCOS NACIONAIS - Breve Reflexão
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Ford comemora primeiro ano de produção dos motores Sigma no Brasil
» Hyundai-Kia no Brasil: pela primeira vez produção conjunta?
» NOVO SOM DO FORD KA BLACKOUT (A EVOLUÇÃO)
» PETROBRAS PREVE DIFICULDADES NA PRODUÇÃO DE ETANOL ATÉ 2013.
» 170 (W136/W191) - Ficha técnica

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
ARCO BRASIL :: Discussão Técnica-
Ir para: